Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Investimento de 39 milhões no tissue "é o primeiro de muitos", diz Portucel

A Portucel inaugurou uma nova máquina em Vila Velha de Ródão que vai duplicar a capacidade de produção da unidade da AMS, adquirida pelo grupo este ano.

Pedro Elias/Negócios
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...

O presidente executivo da Portucel, Diogo da Silveira (na foto), sublinhou esta terça-feira, na inauguração da nova máquina de papel tissue na fábrica da AMS em Vila Velha de Ródão, que a estratégia no tissue é "com calma, porque acreditamos nas competências da equipa", sublinhando que "este investimento na nova linha é o primeiro de muitos investimentos".

 

O responsável sublinhou que o investimento na nova máquina de 39 milhões de euros vai permitir duplicar a capacidade de produção de tissue de 30 para 60 mil toneladas por ano.

 

Como disse, a produção acrescida das novas linhas de conversão será em 60% para exportação, o que equivale, em termos de facturação, a mais de 12 milhões de euros provenientes das vendas ao exterior.

 

A Portucel tinha remetido para o dia desta dupla inauguração - de manhã em Cacia e à tarde em Vila Velha de Ródão - o anúncio de um investimento de 120 milhões de euros a realizar até 2017 em Cacia numa nova linha de produção de papel tissue.

 

No comunicado distribuído esta terça-feira o grupo faz referência a essa intenção. No entanto, o tema esteve ausente dos discursos e os principiais responsáveis da Portucel escusaram-se a adiantar mais pormenores.

 

Pedro Queiroz Pereira sublinhou no seu discurso que a Portucel vende para 127 países mas que "competimos com o mundo". "Temos de continuar a ser competitivos para que a festa possa continuar", afirmou o presidente do conselho de administração do grupo, frisando que " com festa entenda-se criação de valor".

Ver comentários
Saber mais Portucel Diogo da Silveira AMS Vila Velha de Ródão Cacia Pedro Queiroz Pereira tissue
Mais lidas
Outras Notícias