Indústria João Castello Branco substitui Pedro Queiroz Pereira como CEO da Semapa

João Castello Branco substitui Pedro Queiroz Pereira como CEO da Semapa

Pedro Queiroz Pereira deixará de ser o CEO da Semapa, sendo substituído no cargo por João Nuno de Sottomayor Pinto de Castello Branco, actual director sénior do escritório da McKinsey Ibéria.
João Castello Branco substitui Pedro Queiroz Pereira como CEO da Semapa
David Santiago 01 de junho de 2015 às 19:35

João Castello Branco será o próximo CEO da Semapa, em substituição de Pedro Queiroz Pereira. De acordo com a informação prestada pela Semapa esta segunda-feira, 1 de Junho, à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), Queiroz Pereira irá manter-se como "chairman" da papeleira, passando o testemunho da presidência executiva. Na informação prestada à CMVM acrescenta-se ainda que Queiroz Pereira continuará "a desenvolver uma cooperação estreita com a equipa executiva".

 

No comunicado enviado à CMVM, a Semapa refere que o nome de João Castello Branco será proposto ao conselho de administração da empresa no início do mês de Julho. João Castello Branco é actualmente director sénior do escritório da McKinsey Ibéria, função que deixará de desempenhar assim que a cooptação para o cargo de CEO da Semapa se concretizar. 

 

Além das funções na McKinsey, João Castello Branco foi um dos autores do livro, publicado em 2005, intitulado de "Conquistar o Futuro da Europa", tendo dedicado parte da carreira às áreas de estratégia corporativa, de mercado, de operações e de organização.
 

Em declarações à agência Lusa, Queiroz Pereira elucidou que esta alteração visa "reforçar a equipa executiva com um quadro de topo de perfil internacional, com uma carreira sólida e experiência em vários sectores de actividade".

 

Realçando que se trata da "pessoa certa para liderar o nosso projecto de criação de valor", acrescentando ainda que teve a "oportunidade de trabalhar com João Castello Branco ao longo dos últimos anos", no que é uma relação que pretende "manter".

 

Esta mudança na liderança executiva da Semapa acontece precisamente numa altura em que a cotada lançou uma oferta pública de aquisição (OPA) sobre o seu próprio capital, oferecendo em troca acções da Portucel. Trata-se assim de uma oferta pública de troca (OPT) feita às acções da Semapa que não são detidas pela Soldim, a holding familiar controlada pela família de Queiroz Pereira. A Sodim controla, por sua vez, 54,5% da Semapa, empresa que detém 75,8% da Portucel. 


(Notícia actualizada às 19h54)




pub