Indústria JOM mobila Cães de Pedra para atacar no estrangeiro

JOM mobila Cães de Pedra para atacar no estrangeiro

O grupo de mobiliário comprou as antigas instalações da empresa têxtil que detém as marcas Lion of Porches e Decenio. A segunda fábrica em Guimarães marca o arranque do projeto de internacionalização do braço industrial.
JOM mobila Cães de Pedra para atacar no estrangeiro
Direitos Reservados
António Larguesa 06 de dezembro de 2019 às 18:27

O grupo JOM, proprietário da conhecida marca retalhista de mobiliário e artigos para o lar, vai inaugurar na sexta-feira, 13 de dezembro, o segundo polo industrial, localizado em Selho (concelho de Guimarães) e que representou um investimento de quase quatro milhões de euros.

 

Com mais de 8.500 metros quadrados, a nova fábrica ocupa as antigas instalações da Têxtil Cães de Pedra, que detém a marca Lion of Porches (ex-Califa) há mais de uma década e que em 2014 também comprou a Decenio ao grupo Ricon, de Vila Nova de Famalicão, falido com estrondo no ano passado.

 

Estas instalações estavam vazias desde o verão de 2018 – a têxtil fundada em 1965 transferiu o quartel-general para Vila do Conde, onde ocupou a antiga e reconvertida fiação da Suzuki – e foram compradas por Joaquim Oliveira Mendes, "[representando] o arranque do projeto de internacionalização" desta empresa familiar, que faturou mais de 40 milhões de euros em 2018.

 

Foi há três anos que a JOM Indústria iniciou a produção de mobiliário em melamina no Parque Industrial da Ponte, também no concelho vimaranense, para "satisfazer as necessidades" de fornecimento às 22 lojas e para ter artigos com design próprio. Clávio Cristo, da direção de marketing da JOM, salienta que "a exportação [é] um dos pilares que fundamentam o desenvolvimento" do braço industrial do grupo.

 


Como o Negócios adiantou em agosto, esta segunda fábrica vai ter duas linhas de produção em simultâneo e, nas palavras do gestor, está "equipada com um moderno parque de máquinas e possui uma equipa própria de designers, aliando inovação e design na criação de artigos exclusivos". Para a cerimónia de abertura estão já confirmadas as presenças do secretário de Estado da Economia, João Neves, do Arcebispo de Braga, Dom Jorge Ortiga, e do presidente da Câmara de Guimarães, Domingos Bragança.

Compra antiga Ambar para abrir no Porto

Nas mais de duas dezenas de lojas físicas espalhadas pelo país e na operação online, a JOM comercializa produtos para o lar, como móveis, sofás, colchões, eletrodomésticos, artigos de iluminação, decoração e têxteis. A última abertura ao público aconteceu em novembro e foi também a primeira na cidade do Porto. Num investimento avaliado em 4,5 milhões de euros, a empresa minhota adquiriu uma parte das antigas instalações da histórica Ambar, na zona industrial da Invicta, que estiveram durante cerca de um ano nas mãos do Millennium BCP.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI