Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

La Seda quer construir nova fábrica em Sines

O grupo, onde a BA PET e CGD detêm quase 35%, pretende ampliar a sua presença em Portugal, Itália e Polónia.

A La Seda, que tem como maiores accionistas as portuguesas BA PET e Caixa Geral de Depósitos, quer construir uma nova fábrica em Sines, de acordo com um plano ontem apresentado ao mercado, que envolve ainda um aumento de capital de 40 milhões de euros.

Em Sines, no complexo onde a Artlant (participada da La Seda) já tem uma fábrica de PTA (ácido tereftálico purificado), deverá ser criada uma unidade para produzir anualmente 400 mil toneladas de PET (polietileno tereftalato), matéria-prima que serve para produzir, por exemplo, embalagens de plástico e que incorpora o uso de PTA.

A La Seda, onde a BA PET detém 19,9% e a CGD 14,7%, não revelou mais pormenores sobre o projecto para Sines.

Na unidade já construída em Sines, a Artlant PTA, a La Seda tem uma participação de 41%, e o segundo maior accionista é o Fundo Recuperação ECS, com 29%. No capital da Artlant estão ainda a Caixa Capital (19%) e a Inovcapital (11%).

A criação de uma nova fábrica em Sines surge no âmbito de uma estratégia de integração de todos os negócios químicos da La Seda, que ficarão sob o chapéu de uma nova empresa, a Artenius, onde a La Seda quer incluir um novo sócio industrial. O grupo passará das actuais 17 para 20 fábricas (além de Sines há novos projectos para Itália e Polónia). Nesse sentido, a La Seda, que tem hoje um capital social de 362 milhões de euros, prepara-se para fazer um aumento de capital de 40 milhões dirigido aos actuais accionistas. O grupo fechou 2011 com um prejuízo de 49,5 milhões de euros, menos 42% do que no ano anterior.

Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio