Indústria Lucros da Altri caem para 90,7 milhões até setembro

Lucros da Altri caem para 90,7 milhões até setembro

As receitas totais do grupo somaram, nos primeiros nove meses do ano, 582 milhões de euros, tendo as exportações atingido os 417 milhões. O resultado líquido diminuiu, em termos homólogos, mais de 24%.  
Lucros da Altri caem para 90,7 milhões até setembro
Maria João Babo 07 de novembro de 2019 às 18:45

A Altri registou, nos primeiros nove meses do ano, um resultado líquido de 90,7 milhões de euros, o que revela um recuo de 24,7% face aos 120,4 milhões registados no mesmo período do ano passado.

Na apresentação dos resultados do terceiro trimestre, o grupo salienta que "continuou a verificar-se, tal como já vinha acontecendo, uma descida contínua do preço de venda da pasta BHKP".


As receitas totais da produtora de pasta de papel, até setembro, atingiram 582 milhões de euros, em linha com as vendas de 583 milhões verificadas no mesmo período do ano passado.


O EBITDA do grupo situou-se nos 197 milhões de euros, correspondendo a um decréscimo de 9,7%, com a margem EBITDA a alcançar 33,8%.


Na apresentação dos resultados do terceiro trimestre, a Altri salienta que produziu cerca de 831 mil toneladas de pasta, tendo colocado nos mercados externos 705 mil toneladas, traduzindo-se numa receita de 417 milhões de euros.

Os custos totais, excluindo amortizações, custos financeiros e impostos, no período em análise, ascenderam a cerca de 385,3 milhões de euros, o que corresponde a um crescimento de cerca de 5,4% face ao montante de custos registados no ano anterior. Um aumento que o grupo explica pela paragem de manutenção da Celbi e por um aumento significativo de produção na unidade industrial Celtejo. A Altri aponta ainda os custos energéticos verificados na unidade de Ródão, "motivados pela utilização de combustíveis auxiliares após a conclusão dos investimentos nesta unidade".

Nos primeiros nove meses, a empresa realizou um investimento líquido total de 57 milhões de euros, nas unidades industriais e de biomassa.  No final de setembro o endividamento nominal remunerado deduzido de disponibilidades ascendia a cerca de 529,6 milhões de euros, o que corresponde a um aumento de cerca de 97 milhões de euros face ao registado no final de 2018.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI