Indústria Lucros da Inapa recuam para 200 mil euros

Lucros da Inapa recuam para 200 mil euros

O resultado líquido recorrente da empresa sofreu uma quebra de mais de 90% com a compra de empresa francesa e a venda da Inapa Suíça.
Lucros da Inapa recuam para 200 mil euros
André Cabrita-Mendes 23 de março de 2018 às 17:12
Os lucros da Inapa recuaram 95% para 200 mil euros em 2017, face aos 4,4 milhões de euros registados em período homólogo.

O resultado líquido da distribuidora de papel foi afectado pela compra da Papyrus France e pela venda da Inapa Suíça, anunciou a empresa esta sexta-feira, 23 de Março.

A companhia destaca para uma subida dos lucros se não forem tidos em conta os efeitos extraordinários. "Se excluirmos o efeito da mais-valia líquida da aquisição da Papyrus France e alienação da Inapa Suíça das contas de 2016, que teve um impacto agregado de 9,5 milhões de euros, os resultados líquidos aumentaram em 5,4 milhões de euros", segundo o comunicado da empresa.

As vendas da empresa aumentaram em 4,2% para 885,7 milhões de euros, num total de 813 mil toneladas, com a Inapa a apontar que este crescimento a dever-se a um "ganho de quota nos mercados onde a empresa está presente, atendendo a que o consumo total nesse mercado registou uma caída de 1,7%".

Já na área de embalagem e comunicação visual, a Inapa registou um crescimento de 3,5% devido às "iniciativas tomadas nos diferentes mercados de actuação da Inapa, dos investimentos realizados no alargamento do portefólio de produtos e na extensão da cobertura geográfica nessas regiões".

A distribuidora de papel destaca que aumentou a margem bruta para 18,3% das vendas, mais 0,5 pontos percentuais face a período homólogo. Esta subida foi alcançada apesar da "forte pressão concorrencial" e do "aumento de preços dos produtores de papel".

Os custos de exploração registaram uma subida de 7% para nove milhões de euros "decorrente da integração da empresa Papyrus France no perímetro Inapa", atingindo 15,4% das vendas em 2017 face aos 15% registados em 2016.

Já o EBITDA recorrente atingiu os 22,6 milhões de euros em 2017, mais 600 mil euros face a 2016.

Os resultados operacionais atingiram os 13,7 milhões de euros, correspondendo a 1,5% das vendas. O custo financeiro líquido caiu 7% para 13,2 milhões face a período homólogo, com este recuou a dever-se "essencialmente à diminuição do impacto das diferenças cambiais".

"A evolução verificada nas três áreas de negócio demonstra o acerto das decisões estratégicas tomadas em 2016, em que o Grupo fez um grande investimento em França, ao adquirir na área de distribuição de papel a Papyrus France e na área de embalagem a Embaltec SA. A fusão das empresas de papel em França realizada em 2017 vai permitir alcançar uma maior eficiência operacional e reforçar a nossa posição no mercado francês, no qual a Inapa é hoje líder", disse o presidente-executivo do grupo Inapa, Diogo Rezende, em comunicado.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI