Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Maersk vai cortar 4 mil postos de trabalho devido à queda na procura

A Maersk, maior empresa do ramo dos contentores de transporte, vai cortar 4 mil postos de trabalho e redimensionar as suas operações de modo a ultrapassar uma queda da procura no sector.

Bruno Simão
André Vinagre andrevinagre@negocios.pt 04 de Novembro de 2015 às 10:26
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A empresa dinamarquesa de contentores Maersk anunciou que vai redimensionar as suas operações, cortando cerca de 4 mil postos de trabalho, escreve esta quarta-feira, 4 de Novembro, a Bloomberg.

 

Esta ronda de cortes de postos de trabalho está inserida no programa da empresa para "simplificar a organização", disse a Maersk num comunicado citado pela mesma fonte.

 

Em Outubro, a Maersk já tinha revisto em baixa as previsões anuais dos lucros para 2015 devido a uma queda geral no mercado dos envios em grande escala por contentor.

 

A Maersk, maior empresa de contentores a nível global, referiu que "à luz da baixa procura, estas iniciativas [de cortes nos postos de trabalho] vão permitir à Maersk Line cumprir a ambição de crescer pelo menos em linha com o mercado para defender a liderança no sector".

 

A Maersk, que também está a adiar investimentos como parte do plano para redimensionar a empresa, explicou que este plano vai permitir a empresa cortar 250 milhões de dólares (228,6 milhões de euros). Em 2016, o impacto será de 150 milhões de dólares (137,1 milhões de euros).

Ver comentários
Saber mais Maersk contentores cortes emprego
Mais lidas
Outras Notícias