Indústria Pfizer vai pagar 703 milhões em processo nos Estados Unidos

Pfizer vai pagar 703 milhões em processo nos Estados Unidos

A farmacêutica foi acusada de não providenciar aos subscritores da Medicaid, um seguro para americanos com menos posses, as mesmas condições que dava a outros consumidores na aquisição do medicamento Protonix.
Pfizer vai pagar 703 milhões em processo nos Estados Unidos
Bloomberg
Negócios 17 de fevereiro de 2016 às 15:55

A farmacêutica Pfizer chegou a acordo com o departamento de Justiça norte-americano para pagar 784,6 milhões de dólares (cerca de 703 milhões de euros) no âmbito de um processo que opõe uma subsidiária do grupo, a Wyeth, ao Estado, que é responsável pelo programa Medicaid, que ajuda os consumidores com menos posses a aceder a seguros de saúde no país.


Neste processo, que remonta a 2009, a companhia é acusada de não conceder aos programas da Medicaid os mesmos descontos no preço do medicamento Protonix que providenciava a outros programas não-governamentais. A lei norte-americana obriga à igualdade de circunstâncias para todos os utentes.


Em comunicado, a Pfizer, que ainda não tinha adquirido a Wyeth na altura em que ocorreram os factos (entre 2001 e 2006) realça que o "acordo de principio não incluiu nenhuma admissão de responsabilidade por parte da Wyeth". O acordo final ainda está dependente de alguns acordos e dos tribunais.


O processo teve origem em denúncias contra a empresa, no âmbito de uma lei que permite aos cidadãos acusar empresas de defraudar o Estado e ganhar até 30% dos acordos ou sentenças que resultem dessas denúncias. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI