Media  Sindicato dos Jornalistas condena “campanha de intimidação” de Bruno de Carvalho

Sindicato dos Jornalistas condena “campanha de intimidação” de Bruno de Carvalho

O organismo considera que o presidente do Sporting tem feito “falsas acusações” contra alguns jornalistas, numa “tentativa de intimidação”. E aconselha os visados a avançar com um processo contra Bruno de Carvalho.
 Sindicato dos Jornalistas condena “campanha de intimidação” de Bruno de Carvalho
Miguel Baltazar
Sara Ribeiro 09 de março de 2016 às 21:07

Nos últimos dias, o presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, tem publicado na sua página de Facebook "infelizes e falsas acusações contra alguns jornalistas, numa inaceitável tentativa de intimidação", defende o Sindicato dos Jornalistas, em comunicado publicado esta quarta-feira no seu site.

O organismo defende, por isso, que os jornalistas visados "devem proceder criminalmente contra o presidente do clube leonino".


"Por pretender condicionar o livre exercício da profissão de jornalista, imprescindível em democracia, entende o Sindicato dos Jornalistas (SJ) que o presidente do Sporting está a ter uma atitude inqualificável para com os jornalistas de quem 'não gosta'", sustenta.

O Sindicato dos Jornalistas considera ainda que "por ser o futebol um campo de paixões, mas por vezes também terreno de alguma agressividade", o presidente do Sporting "está a pôr em risco, por razões óbvias, os visados, identificados pelo nome profissional".

Por estas razões, o sindicato vai fazer uma exposição ao Ministério da Cultura (que tem a tutela da comunicação social), ao Ministério da Administração Interna, à Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto, à Liga Portuguesa de Futebol profissional e à Federação Portuguesa de Futebol.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI