Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BBC em convulsão depois de falso caso de abusos sexuais

A BBC passa por uma segunda grande convulsão em pouco tempo, e o motivo é o mesmo: um caso de abusos sexuais. Mas o último escândalo levou mesmo à demissão de George Entwistle, director-geral do canal britânico BBC. O responsável admitiu ser insustentável continuar ali, depois da humilhação que passou ao admitir não saber do conteúdo da investigação do Newsnight.

BBC em convulsão depois de falso caso de abusos sexuais
Negócios negocios@negocios.pt 12 de Novembro de 2012 às 10:51
  • Partilhar artigo
  • ...
O caso teve como figura central o político conservador Alistair McAlpine que apareceu erradamente implicado num suposto episódio de abusos de crianças entregues à guarda do Estado. Nesse trabalho, foram divulgadas declarações de uma alegada vítima, Steve Messham, que contou ter sido abusado por um destacado político britânico. Nem Messham, nem o programa “Newsnight”, identificaram o político, mas a alegada vítima adiantou que pertenceu ao governo de Margaret Thatcher (no poder de 1979 a 1990).

“Tendo em conta que o director-geral é também o director de informação e por isso responsável por todo o conteúdo, e tendo em conta os padrões jornalísticos inaceitáveis da reportagem do Newsnight na sexta-feira, decidi que a única coisa digna que tenho a fazer é demitir-me”, disse aos jornalistas George Entwistle, no cargo de director-geral desde 17 de Setembro.

A demissão surge depois de a cadeia pública britânica ter pedido desculpas por ter implicado Alistair McAlpine, um antigo tesoureiro dos Tories. Entwistle admitiu que a reportagem nunca deveria ter sido transmitida. Este caso tem colocado em causa a credibilidade da estação que no ano passado decidiu arquivar uma investigação sobre os abusos sexuais cometidos pela sua antiga estrela Jimmy Savile, que entratanto havia falecido.

Chris Patten, que preside ao conselho de administração do BBC Trust (Fundo da BBC, que qualificou o tipo de jornalismo praticado no Newsnight como “turvo”, referindo falta de rigor na investigação do caso e ausência da necessária edição. O responsável disse que é preciso continuar a fazer jornalismo de investigação, mas há que recuperar “o controlo”, para evitar casos como este, sustentou numa entrevista à BBC 1, alertando que, se a BBC não recuperar a credibilidade, “estará acabada”.
Ver comentários
Saber mais BBC media Newsnight empresas
Outras Notícias