Media Fisco levanta penhora das receitas do Económico

Fisco levanta penhora das receitas do Económico

A administração do Diário Económico chegou a acordo com o Fisco para o levantamento da penhora sob as receitas do jornal. O ponto de situação da venda não é conhecido.
Fisco levanta penhora das receitas do Económico
Pedro Elias/Jornal de Negócios
Sara Ribeiro 22 de janeiro de 2016 às 12:28

O Fisco desbloqueou a penhora das receitas  da ST & SF - empresa da Ongoing que explora o Diário Económico e o canal ETV. A notícia foi avançada pelo Expresso e confirmada pelo director do jornal, Raul Vaz, ao Negócios.

A penhora foi levantada esta semana, o que permitiu regularizar parte dos salários que os trabalhadores têm em atraso, estando, ainda, alguns em falta.

De acordo com o Expresso, a empresa de media terá dado a marca do jornal como garantia ao Fisco. Uma informação que Raul Vaz não comentou, remetendo qualquer esclarecimento para a administração.

O Negócios contactou o administrador, Gonçalo Faria de Carvalho, mas até ao momento não conseguiu obter qualquer comentário.

A penhora do Fisco tinha sido implementada a meio do mês de Dezembro, no seguimento de dívidas da empresa do grupo de Nuno Vasconcellos (na foto) à segurança social e a fornecedores, tendo um passivo de cerca de 30 milhões de euros.

No Verão do ano passado a Ongoing mandatou o banco de investimento Haitong (ex-BESI) para encontrar compradores para o Económico e a ETV. Um dos nomes que tem sido apontado como possível é o do empresário angolano Domingos Vunge, da Media Rumo, que publica a revista Rumo e o jornal de economia semanal Mercado, ambos à venda em banca em Angola e Portugal.

O ponto de situação da venda da empresa, que emprega cerca de 150 pessoas, não é conhecido. Questionado sobre o tema, Raul Vaz remeteu novamente explicações para a administração.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI