Media Investimento publicitário em Portugal terá crescido 4% em 2015 para 500 milhões

Investimento publicitário em Portugal terá crescido 4% em 2015 para 500 milhões

De acordo com o estudo da Magna Global, o digital deverá ter crescido 30% este ano face a 2014, passando assim a valer 17% do total no mercado nacional, que continua a ser dominado pela televisão.
Investimento publicitário em Portugal terá crescido 4% em 2015 para 500 milhões
Bloomberg
Sara Ribeiro 14 de dezembro de 2015 às 20:21

O Euro 2016, os Jogos Olímpicos no Brasil e as eleições presidenciais americanas devem impulsionar o crescimento do mercado publicitário no próximo ano em 4,6%. Um crescimento superior ao deste ano, segundo os dados da Magna Global, divulgado esta segunda-feira, 14 de Dezembro.

 

Com o ano quase a acabar, segundo a mesma análise, em 2015 o mercado publicitário global terá crescido 2%, atingindo os 503 mil milhões de dólares. Uma evolução explicada pelo "crescimento dos meios digitais que se espera terminem 2015 com um crescimento global de 17%".

 

Pelo contrário, os outros meios deverão registar uma descida de 2%, sendo "a imprensa, jornais e revistas, os meios que mais contribuem para este decréscimo global, com -9% e -8%, respectivamente.

 

Já a televisão e a rádio mantiveram-se estáveis, devendo fechar o ano com um crescimento de 3%.

 

O estudo da Magna Global, unidade do grupo IPG Mediabrands, que detém em Portugal as agências de meios Initiative e UM, analisou 73 países, incluindo Portugal.

 

De acordo com o estudo, Portugal estará em linha com o crescimento a nível global, "podendo mesmo crescer alguns pontos acima, chegando aos 4% e totalizando perto de 500 milhões de euros".

 

O mercado publicitário português também seguirá as tendências a nível global, com o segmento digital a liderar o crescimento do investimento publicitário. A Magna Global prevê que o digital cresça 30%, face ao ano de 2014, passando assim a valer 17% do total no mercado nacional, que continua a ser dominado pela TV com 52%.

 

O investimento no segmento televisivo deverá aumentar 1,8%, com um crescimento da televisão paga de 7,4% e dos canais em sinal aberto de 0,6%.

 

A televisão é o meio preferidos das marcas a nível global. Actualmente tem um peso de 38%, mas tem vindo gradualmente a perder terreno para o digital, que ao fecho deste ano representará 32% do investimento publicitário global.

 

Aliás, de acordo com as estimativas da Magna Global, em 2017 o digital poderá ultrapassar a televisão.

 

Já o mobile representa 33% do total investido em digital, e deverá crescer 61% em 2015, "acompanhando a rápida transição dos computadores para os smartphones e tablets", segundo o mesmo relatório. No entanto, como explica a empresa, "o search continua a dominar o investimento em digital, com um peso de 49% neste meio".

 

No que toca ao vídeo online, "o incremento é de 39% este ano, fruto do impacto que canais como o Youtube ou os novos formatos de vídeo do Yahoo e Snapchat têm vindo a adquirir a nível global".

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI