Media Prisa regista perda de 76 milhões com a venda da Media Capital

Prisa regista perda de 76 milhões com a venda da Media Capital

A Prisa vai encaixar 170,6 milhões com a venda da dona da TVI, um valor que representa uma menos-valia face ao seu valor contabilístico.
Prisa regista perda de 76 milhões com a venda da Media Capital
Correio da Manhã
Sara Antunes 21 de setembro de 2019 às 10:46

A Prisa revelou este sábado que chegou a acordo com a Cofina, dona do Negócios, para vender a posição que detém na Media Capital, através da Vertix. Em causa estão 94,69% do capital da dona da TVI. As empresas "subscreveram um contrato de compra e venda mediante o qual a Prisa transferirá para a Cofina a totalidade da sua participação na Vertix", revela a Prisa.

Os espanhóis da Prisa vão receber 170,6 milhões de euros pela participação que detêm na Media Capital, um valor bastante inferior ao acordado com a Altice em 2018. E também inferior ao valor registado nas contas, o que vai levar a uma menos-valia nas contas da empresa.

 

Assim, "segundo as estimativas da empresa, esta transação pressupõe uma perda estimada nas contas consolidadas da Prisa de aproximadamente 76,4 milhões de euros", explica a empresa espanhola num comunicado emitido este sábado.

 
A Cofina anunciou este sábado o lançamento de uma oferta pública de aquisição (OPA) sobre a Media Capital, numa operação que avalia a dona da TVI em 255 milhões de euros. 

A Prisa está à frente da dona da TVI desde 2011, sendo que nos últimos anos tinha colocado a  Media Capital entre os ativos a vender, nunca tendo conseguido fechar uma operação de alienação. Desde a tentativa falhada com a Altice, em 2018, a Prisa procedeu a uma profunda reestruturação do seu negócio em Espanha, que passou pela redução significativa da posição acionista da família Polanco.

 

Há dois anos a companhia espanhola tinha um acordo para vender a empresa de media portuguesa à Altice por 440 milhões de euros, mas o negócio colapsou devido à oposição da Autoridade da Concorrência.

 

O Expresso noticiou em fevereiro que a Prisa tinha já este ano contactado potenciais compradores, como a Cofina (dona do Negócios e da CMTV) e a Record TV (detida pela IURD). 

 

No exercício de 2018, a Prisa reviu em baixa o valor da Media Capital, justificando-o com as perspetivas de longo prazo na atividade da dona da TVI e no aumento do risco país. Avaliou-a em 254,5 milhões de euros, o que compara com os 330 milhões a que estava registada em 2017 e os 416 milhões de 2016.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI