Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

"Não vejo nenhuma razão para não darmos apoio" à Ongoing

Ricardo Salgado disse hoje que apoiam grupos portugueses que pretendem desenvolver a sua actividade nos Media, que a Ongoing é um desses casos e, por isso, "não vejo nenhuma razão para não darmos apoio".

Maria João Gago mjgago@negocios.pt 27 de Outubro de 2009 às 18:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
Ricardo Salgado disse hoje que apoiam grupos portugueses que pretendem desenvolver a sua actividade nos Media, que a Ongoing é um desses casos e, por isso, "não vejo nenhuma razão para não darmos apoio".

“O BES esteve e está ao lado de Balsemão mais tarde apoio Luis Silva quando foi da privatização do DN e apoiou Joaquim de Oliveira na compra da Lusomundo Media”, disse o presidente do BES na conferência de apresentação de resultados do banco.

“Quando se fala da Ongoing, é mais uma empresa que se lança nos Media, não vejo nenhuma razão para não darmos apoio. É uma empresa bastante dinâmica e com iniciativa. Nuno Vasconcelos é descendente de um fundador da Impresa e afilhado de Balsemão, tem raízes no negócio dos Media, deve garantir o sucesso de investimento nesta área”, sublinhou Ricardo Salgado.

O responsável garante que “não há nenhuma relação preferencial do BES com a Ongoing”, mas que “apoiamos grupos portugueses que querem desenvolver a sua actividade nos media”.

Sobre a PT e Granadeiro, Ricardo Salgado considera que este “teve uma posição impecável em termos de ‘corporate governance’”. “Subscrevo o que Henrique Granadeiro disse em entrevista ao Expresso”, acrescentou, lembrando que o chairmam da PT disse que “o que aconteceu eu na PT não foi irregular nem ilegal”.

Sobre a possibilidade de Soares Carneiro se querer demitir não comenta e sobre a actuação de Jorge Tomé afirma que este “assumiu uma posição que respeitamos”.

Ver comentários
Outras Notícias