Media Ricciardi acusa Ongoing de travar venda do Diário Económico

Ricciardi acusa Ongoing de travar venda do Diário Económico

O presidente do ex-BESI, mandatado para vender o Diário Económico, revela em entrevista ao Expresso que o processo da venda do jornal foi prejudicado pela própria administração da Ongoing.
Ricciardi acusa Ongoing de travar venda do Diário Económico
Miguel Baltazar
Negócios 24 de março de 2016 às 18:42

José Maria Ricciardi, presidente do Haitong Bank, acusa a administração da Ongoing de travar o processo de venda do Diário Económico.

Em entrevista ao Expresso, que será publicada sexta-feira, Ricciardi revela que a venda do jornal detido pela Ongoing "teria sido possível" quando a situação financeira ainda não estava tão fragilizada, caso a administração do grupo liderado por Nuno Vasconcellos não tivesse prejudicado o processo.

"Procurei compradores e se se tivesse dado ao banco (BESI) um mandato de venda muito mais atrás, como lhes tinha sido pedido, teria sido possível vender. Houve muito interesse, mas numa fase em que nós não conseguimos obter o nosso mandato para a venda. Como se demorou muito tempo a decidir, no momento em que esse mandato foi concedido, a situação financeira do Diário Económico já era muito má", adiantou José Maria Ricciardi.

O responsável do antigo BESI, que foi mandatado para vender o jornal no Verão do ano passado, preferiu não avançar com pormenores dos problemas financeiros do título, que tem em atraso o pagamento a fornecedores e ordenados aos trabalhadores. Ricciardi comentou apenas que tem "pena dos belíssimos profissionais que o jornal tem, ou tinha". No entanto, acha difícil que apareça uma solução face a actual situação.

Ricciardo considera que "?se o mandato tivesse sido concedido antes, teríamos conseguido salvar o Diário Económico. Agora acho muito difícil. Porque as dívidas acumuladas são muito grandes, tanto aos trabalhadores como à segurança social e ao Estado. Não é impossível, mas é muito difícil", acrescenta.

Na semana passada a administração da Ongoing revelou que vai avançar com um pedido de insolvência da ST&SF, empresa que detém o jornal económico que saiu pela última vez para as bancas na passada sexta-feira. O site e o canal de televisão ETV continuam activos.

 

Na entrevista ao semanário do grupo Impresa, José Maria Ricciardi admite ainda que a Ongoing "era um braço armado do BES". Quanto à actual situação financeira do grupo de Nuno Vasconcellos, confessa que não o surpreendeu. "Surpreendeu-me é o tempo que demorou", revelou.

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI