Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

A que preço por acção foram vendidas as acções da Galp nas três fases de privatização anteriores?

A 1.ª fase de reprivatização da GALP, aprovada pelo Decreto-Lei n.º 261-A/99, de 7 de Julho, consistiu num aumento do respectivo capital social, mediante a emissão de novas acções...

Negócios negocios@negocios.pt 16 de Outubro de 2006 às 00:29
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A 1.ª fase de reprivatização da GALP, aprovada pelo Decreto-Lei n.º 261-A/99, de 7 de Julho, consistiu num aumento do respectivo capital social, mediante a emissão de novas acções reservadas à subscrição pelos restantes accionistas da PETROGAL e da TRANSGÁS.

Na 2.ª fase do processo de reprivatização da GALP, em 2000, foram alienadas, por venda directa, acções representativas de 11% do capital social da GALP às sociedades comerciais de direito italiano AgipPetroli, S.p.A., SNAM, S.p.A., e Società Italiana per Gas per Azioni (Italgas), S.p.A., e alienadas acções representativas de 4% do capital social da GALP à sociedade comercial de direito espanhol Iberdrola, S. A.

Nesta operação, o Estado português vendeu 11% da Galp à Eni e 4% à espanhola Iberdrola. A Petrocontrol alienou os seus 33,34%, dos quais 22,34% se destinaram à Eni e 11% à Electricidade de Portugal.

A posição do Estado foi alienada por 430 milhões de euros, o que avaliou a Galp em 2,865 mil milhões de euros. Tendo em conta as acções hoje existentes, o negócio foi feito a 3,45 euros por acção.

A 3ª fase de privatização da REN consistiu na venda de uma posição de 18,3% do capital da Galp à REN, em 2003, a 13,86 euros por acção, avaliando a Galp em 2,3 mil milhões de euros. Este valor corresponde hoje a 2,77 euros por acção, pois a Galp entretanto dividiu o valor nominal das acções por cinco.

4ª fase é a que está agora a decorrer.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias