Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euronext Lisbon lidera perdas europeias com BCP

A bolsa nacional protagonizava a maior queda da Europa, com os títulos do Banco Comercial Português (BCP) a retirarem mais de 50 pontos ao índice nacional que descia 0,97%.

Pedro Viana pviana@mediafin.pt 06 de Janeiro de 2004 às 12:58
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A bolsa nacional protagonizava a maior queda da Europa, com os títulos do Banco Comercial Português (BCP) a retirarem mais de 50 pontos ao índice nacional que descia 0,97%.

O PSI-20 [PSI20] cotava nos 2.698,23 pontos, com 11 acções a cair, duas a subir e sete inalteradas.

Segundo Renato Rocha da Atrium.pt, «o título a destacar é o BCP porque estava a descontar a venda da Seguros e Pensões e, não acontecendo a venda, a acção vai cair».

Além disso, ainda se aguardam desenvolvimentos acerca do acompanhamento do BCP no aumento de capital do Sabadell. «A acontecer o comportamento da acção será ainda mais negativo», afirma o operador.

O BCP [BCP] perdia 3,76% para os 1,79 com um volume de quase oito milhões de acções, acima dos 5,58 milhões de acções de média diária no ano transacto.

O banco de Jardim Gonçalves anunciou ontem a interrupção da venda da Império Bonança, Medis e Seguro Directo – da Seguros e Pensões -, por não estarem reunidas as condições, atendendo ao valor dos activos e à evolução favorável que tem registado a actividade da seguradora. Notícia que os analistas classificam como «negativa» para o banco.

O BPI [BPIN] descia 0,68% para 2,90 euros e Banco Espírito Santo (BES) [BESNN] seguia inalterado nos 13,05 euros.

A Sonae SGPS [SON] encontrava-se inalterada nos 0,72 euros. A sua subsidiária Sonaecom [SNC] seguia o exemplo da empresa mãe, mantendo-se nos 2,39 euros. A Espírito Santo Research (ESR) afirma, no Iberian Daily de hoje que continua a recomendar os títulos da empresa dado o «aumento de margens, o bom momento que atravessa o sector das telecomunicações em termos de alocação de activos e a componente especulativa». A Sonaecom continuava a ser o segundo título mais negociado em bolsa.

A Cimpor [CIMP], a maior cimenteira nacional, caía 1,21% para os 4,09 euros. A cimenteira Holcim, que passou a deter 0,62% do capital da maior cimenteira nacional, vendeu mais uma parte da sua posição na Cimpor ao preço de 4,20 euros por acção.

A Semapa [SEMA] seguia inalterada nos 3,63 euros. A Votorantim, uma cimenteira brasileira, quer entrar no mercado europeu e tem mantido contactos para a compra de 41% do capital da Secil, subsidiária da Semapa.

A Electricidade de Portugal (EDP) [EDP] depreciava 0,47% para os 2,12 euros, enquanto que a Portugal Telecom (PT) [PT] seguia agora inalterada nos 8,12 euros.

A Novabase perdia 0,34% para os 5,95 euros. A empresa estabeleceu uma parceria com a Peribit, fornecedor norte-americano de soluções de optimização de largura de banda, para o fornecimento de soluções de compreensão de tráfego de comunicações.

Mais lidas
Outras Notícias