Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portucel passa cerca de 5% em Bolsa (act)

A Euronext Lisbon foi protagonista de uma passagem em dois blocos, pelas 14h08, de 37,5 milhões de títulos ou 4,89% do capital da Portucel.

Bárbara Leite 01 de Outubro de 2003 às 18:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

(actualiza com declarações da CMVM e mais informação)

A Euronext Lisbon foi protagonista de uma passagem em dois blocos, pelas 14h08, de 37,5 milhões de títulos ou 4,89% do capital da Portucel.

A Euronext Lisbon foi protagonista de uma passagem em dois blocos, pelas 14h08, de 37,5 milhões de títulos ou 4,89% do capital da Portucel.

Os dois blocos foram transaccionados ao preço de 1,30 euros por cada acção, o que traduz um investimento de 48,75 milhões de euros.

Esta passagem poderá estar relacionada com a assembleia geral (AG) da Portucel que ocorrerá a 14 de Outubro. Os accionistas têm 15 dias antes da reunião para demonstrarem o seu interesse em participar na referida assembleia.

Esta AG vai deliberar o aumento de capital para ser subscrito por um parceiro estratégico escolhido no âmbito do processo de privatização. O consórcio Cofina/Lecta é tido o potencial vencedor do bloco de 25% do capital da Portucel.

A Sonae SGPS que controla 29% do capital vai ver a sua posição reduzida para 22%, após o aumento de capital reservado ao novo accionista e já manifestou a sua discórdia quanto ao modelo da privatização, podendo avançar para o veto na AG da referida decisão. Os estatutos da Portucel estão blindados a 25%, mas o «patrão» da Sonae, Belmiro de Azevedo, poderá conseguir uma minoria de bloqueio de 33,33% do capital, votando na reunião através de várias empresas.

A Sonae terá vendido cerca de 5% da sua participação como forma de eventualmente poder votar com uma minoria de bloqueio na AG. A empresa ainda não informou quem foi o responsável por estas transacções em Bolsa.

Contactada pelo Negocios.pt, fonte oficial da Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) revelou que a entidade reguladora requereu a identidade das partes intervenientes neste negócio, mas não avança os seus nomes em virtude do respeito pela confidencialidade dos mesmos.

A Portucel encerrou nos 1,31 euros, a subir 0,77%. A Sonae ao cotar nos 0,52 euros, crescia 10,64% e a Cofina perdeu 0,42% para os 2,35 euros.

Outras Notícias