Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

OPA da Fidelidade arranca segunda-feira e alarga prazo da oferta da Ángeles

Depois de obtido o registo da OPA sobre a Espírito Santo Saúde, o período da oferta da Fidelidade arranca já segunda-feira e termina a 10 de Outubro. O prazo da oferta dos mexicanos foi assim prorrogado.

44.º - Carlos Tavares 
Presidente da CMVM tem influência em áreas que envolvem as empresas mais poderosas do país.
Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 26 de Setembro de 2014 às 21:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • 10
  • ...

A oferta pública de aquisição (OPA) da Fidelidade sobre a Espírito Santo Saúde, que foi esta sexta-feira registada pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, vai arrancar já na próxima segunda-feira, 29 de Setembro, decorrendo durante duas semanas.

 

De acordo com o anúncio de lançamento, onde o preço da OPA foi revisto em alta, de 4,72 euros para 4,82 euros, o período da oferta decorre "entre as 8:30 horas do dia 29 de Setembro de 2014 e as 15:30 horas do dia 10 de Outubro de 2014".

 

Num comunicado onde anuncia que registou a OPA anunciada pela Fidelidade, a entidade liderada por Carlos Tavares (na foto) diz que decidiu também prorrogar o prazo da OPA dos mexicanos do Grupo Ángeles por mais uma semana. Esta oferta, através da qual os mexicanos oferecem 4,50 euros por cada acção ES Saúde, vai agora terminar também a 10 de Outubro, mais uma semana do que o prazo definido inicialmente.

 

As ordens de venda dadas pelos accionistas da ES Saúde podem ser revogadas "até ao último dia do período de aceitações".

 

Os resultados das duas ofertas, de acordo com o regulador, vão ser apurados e divulgados em simultâneo numa sessão especial de bolsa que está prevista acontecer a 13 de Outubro.

 

Com a subida da oferta para 4,82 euros, a contrapartida da Fidelidade está agora 7,1% acima da oferta dos mexicanos. O Ángeles oferece 4,50 euros, depois de na oferta inicial ter proposto 4,30 euros. Os mexicanos já reviram uma vez o preço da sua oferta, devido à oferta concorrente lançada pela José de Mello Saúde, que aguarda o parecer da Autoridade da Concorrência para poder ser registada.

 

Caso pretenda subir o preço da oferta uma terceira vez, para superar o preço da Fidelidade, o Grupo Ángeles terá que colocar em cima da mesa uma oferta de no mínimo 4,92 euros, ou  seja, 2% acima da proposta da companhia controlada pelos chineses da Fosun.

 

Essa melhoria de oferta terá de acontecer até ao final de quinta-feira, uma vez que tem que ocorrer "quatro dias úteis a contar do lançamento da oferta concorrente". O final da próxima quinta-feira é também o prazo para que a oferta dos mexicanos possa ser revogada.

Ver comentários
Saber mais Espírito Santo Saúde CMVM Grupo Ángeles OPA ES Saúde Ángeles
Mais lidas
Outras Notícias