Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

O retrato da Uniplaces na história contada por António Costa

O primeiro-ministro foi à inauguração da nova sede da Uniplaces para apresentar a estratégia nacional para o empreendedorismo. Usou o exemplo desta plataforma online de alojamento universitário para dizer: “cada ideia pode ser mais do que um anúncio de classificados num jornal”.

Ana Laranjeiro alaranjeiro@negocios.pt 08 de Março de 2016 às 20:20
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A inauguração da sede da Uniplaces – plataforma online de alojamento universitário –, na zona do Rossio, em Lisboa, estava marcada para as 17 horas desta terça-feira. Por essa altura, o primeiro-ministro, António Costa, o ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, e o secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos, chegavam a pé ao local. À espera tinham os três fundadores da Uniplaces.

Depois de uma visita guiada ao novo espaço, chegou a altura dos discursos. O primeiro-ministro foi o último a discursar e contou uma história.

"Era uma vez, um país que, em 2011, estava numa crise muito profunda. Todos os dias víamos nos jornais más notícias. Achámos na Câmara de Lisboa que tínhamos de adoptar um lema: para cada má notícia era preciso uma boa iniciativa. E havia um centro de más notícias: a Baixa de Lisboa – que estava decadente, cheia de prédios vazios e envelhecida. Havia uma história muito triste de excelentes jovens que eram formados nas universidades e não tinham emprego ou estavam a sair do país. Ai surgiu uma ideia no orçamento participativo da Câmara: criar na Rua da Prata, num prédio que é do Montepio, a Startup [Lisboa]", relatou.

Apesar de várias pessoas terem manifestado dúvidas sobre a abertura de empresas num espaço que precisa de ser reabilitado, a autarquia, na altura liderada por António Costa, decidiu avançar com a ideia. "Foi assim que arrancou a Startup [Lisboa]. Nessa Startup, apareceu uma primeira empresa: três miúdos - Miguel, Mariano e Bem – e disseram viemos fundar uma empresa. E essa empresa é o quê? Vamos arranjar quartos para os estudantes Erasmus que vêm para Lisboa. Achei esta empresa muito parecida com uma página de anúncios classificados num jornal mas aquilo que eles demonstraram (…) foi que cada ideia pode ser mais do que um anúncio de classificados num jornal. Essa ideia chama-se Uniplaces", acrescentou o primeiro-ministro.


O retrato da Uniplaces na história contada por António Costa
A carregar o vídeo ...
O primeiro-ministro foi à inauguração da nova sede da Uniplaces para apresentar a estratégia nacional para o empreendedorismo. Usou o exemplo desta plataforma online de alojamento universitário para dizer: “cada ideia pode ser mais do que um anúncio de classificados num jornal”.

Com este exemplo, António Costa explicou que é necessário dar oportunidade às ideias e que é preciso "replicar" o que foi feito em Lisboa pelo resto do país. "A ideia que tenho é muito simples: aquilo que fizemos na Startup Lisboa temos de fazer no Startup Portugal. Fazer do país um grande país empreendedor. Um país onde cada ideia tem oportunidade de se realizar". E assim lançou o Startup Portugal, a estratégia nacional para o empreendedorismo. São 15 medidas (presentes no site: http://startupportugal.com/) e "cada uma daquelas medidas visa que cada boa ideia que surja se possa tornar numa boa empresa no futuro".


Costa quer "um país onde cada ideia tem oportunidade de se realizar"
A carregar o vídeo ...
Costa quer 'um país onde cada ideia tem oportunidade de se realizar'

João Vasconcelos tinham já discursado e sobre esta iniciativa salientou que "é uma estratégia muito ambiciosa" e que visa "apoiar os empreendedores desde a ideia até que cresçam e precisem de capital e de mercados internacionais".

"A maioria das medidas do Startup Portugal é para impulsionar empreendedores estrangeiros" e também portugueses que partiram para o estrangeiro nos últimos anos e que gostassem de regressar, acrescentou.

Ver comentários
Saber mais Uniplaces empreendedorismo
Mais lidas
Outras Notícias