Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Manter sempre a palavra... mesmo que possa sair prejudicado

Pôs o Douro no mapa mundial de cruzeiros e continua a liderar o negócio do turismo fluvial no rio que desagua na foz do Porto. A Douro Azul presidida por Mário Ferreira, que fechou o último exercício com vendas de 13,2 milhões de euros, quer agora dar o salto para a Amazónia. A instabilidade dos mercados fez entretanto adiar o projecto da Bolsa.

Rui Neves ruineves@negocios.pt 23 de Dezembro de 2010 às 11:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...




Mário Ferreira
O presidente da Douro Azul, maior operador turístico do rio Douro, preza a pontualidade e as parcerias de longo prazo.




1. Definir e gerir prioridades
Gerir bem o tempo, ver quais são as prioridades. Acreditar nas suas convicções, saber tropeçar pelo caminho mas aprender com o momento e nunca desistir. Ser ousado e determinado.

2. Saber comprar bem
O segredo de muitos negócios começa na sua aquisição. Quando se trata de uma transacção, a parte mais importante está em saber o que está a comprar e, acima de tudo, comprar bem.

3. Cumprir o acordado
um Nunca se comprometer com o que não possa cumprir, manter sempre a palavra mesmo que possa sair prejudicado.

4. Ser pontual
O presidente da Douro Azul não perdoa a falta de pontualidade.

5. Procurar parceiros estáveis
O exemplo de 11 de Setembro de 2001 (atentado às torres gémeas, em Nova Iorque): vendo que seria impossível para o meu parceiro americano conseguir enviar os clientes que já estavam pré-pagos para viajar uma semana no Douro, tomei a iniciativa e devolvi-lhe o dinheiro, colaborando ao máximo com aquilo que estava a ser uma catástrofe local. Sei que a parceria que temos desde 1997 permanecerá intocável enquanto os "players" forem os mesmos e com as mesmas convicções de uma aposta justa no lucro mútuo e parceria de longo prazo.
Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias