Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PME Crescimento já deu crédito a 13.557 empresas

Até 15 de Outubro, houve 13.557 empresas que recorreram à linha PME Crescimento. Este instrumento de crédito destinado a pequenas e médias empresas tem até ao momento cativada 59% da dotação (de 2.000 milhões de euros), num total de 1.184.431 euros. Em Agosto, o valor era de 43%, ou seja menos 16 pontos percentuais.

Miguel Baltazar/Negócios
João Carlos Malta joaomalta@negocios.pt 24 de Outubro de 2013 às 22:07
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

Nos últimos dois meses - os últimos dados oficiais eram de meados Agosto - houve mais 3.208 empresas a recorrer à PME Crescimento, e foi concedido crédito no valor de mais de 332 milhões de euros.

 

Neste mesmo período há ainda a registar que o valor médio das 14.468 operações realizadas foi de 81,9 mil euros, que compara com os 78,5 mil euros que se registava até Agosto deste ano.

 

Objectivo: esgotar dois mil milhões

 

Há dois meses contactado pelo Negócios, o presidente do IAPMEI, Luís Filipe Costa, admitia que apesar do arranque do ano ter sido pior do que na anterior linha, a partir de Abril registou-se um aumento da procura. Baseado neste facto, o responsável afirma acreditar que até ao fim do ano "a linha fará 1,8 ou 1,9 mil milhões de euros". Ou seja, mais 140 ou 240 milhões de euros do em 2012. Essa linha  terminou com um total de crédito concedido de 1.660 milhões de euros, a 840 milhões de euros da dotação total (2.500 milhões de euros). "Cremos que o segundo semestre deste ano será melhor do que o do ano passado", rematou.

 

As 13.557 empresas que recorreram à PME Crescimento representam um universo de 202.849 trabalhadores, numa média de 15 colaboradores por cada empresa.

 

A PME Crescimento 2013 tem prazos mais alargados de carência e de amortização. Na presente linha, a amortização para micro e pequenas empresas é de mais dois anos, sendo agora de seis. Nas restantes PME subiu de seis anos para nove. Os prazos de carência também duplicaram: nas micro e pequenas empresas para um ano, e nas restantes PME para dois.

 

Os "spreads" da PME Crescimento 2013 variam entre os 3,9% para as PME Líder, e os 4,9% para as restantes. Ou seja, cerca de menos um ponto percentual face à anterior. Este instrumento financeiro tem uma linha geral de 1.600 milhões euros, e 400 milhões para micro e pequenas empresas. 

Ver comentários
Saber mais Luís Filipe Costa IAPMEI PME Crescimento
Outras Notícias