Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Trabalha todos os dias... mas fazendo só o que sabes

Carlos Barbot preside a uma empresa quase centenária. Fundada em 1920, a Barbot é a terceira maior fabricante portuguesa de tintas. Com duas fábricas em Gaia, iniciou em 2008 o seu rápido processo de internacionalização. Abriu uma unidade em Angola e comprou a espanhola Jallut Pinturas. Conta facturar este ano mais de 50 milhões de euros.

Rui Neves ruineves@negocios.pt 23 de Dezembro de 2010 às 11:11
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...




Carlos Barbot
O CEO da Barbot, uma das maiores fabricantes portuguesas de tintas, admite que um pouco de sorte não faz mal. "Porém, dá muito trabalho."




1. Faz só o que sabes
É preciso saber ler o mercado, analisar-se devidamente as oportunidades e conhecer as limitações da empresa e daqueles que a gerem, e apenas abraçar projectos para os quais toda a estrutura esteja capaz de dar resposta.

2. Um projecto novo de cada vez
Por norma, as PME são empresas com uma estrutura de recursos humanos mais limitada, por essa razão o ideal é concentrar-se em realizar os projectos que tem em mãos... um de cada vez.

3. Lidera sem teres que te impor
Um líder é alguém que os seguem naturalmente, reconhecido sem necessidade de afirmação ou fazerpor lembrar que "ali quem manda é ele". Ser líder é saber motivar e levar as pessoas a lugares onde elas jamais iriam sozinhas.

4. Trabalha todos os dias
Hoje, um dia sem trabalho pode representar a perda de importantes oportunidades e não se conseguir compensar posteriormente. Nos tempos que correm, um bom gestoré aquele que está constantemente atento, mesmo em momentos não profissionais.

5. Um pouco de sorte não faz mal
um Talvez a sorte de uns esteja relacionada com a forma como as variantes envolventes são estudadas, como as nuances temporais (o chamado "timing") ou mesmo como as ideias são adaptadas às realidades de mercado. Um pouco de sorte não faz mal. Porém, dá muito trabalho!
Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias