Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Berlim proíbe arrendamento pela Airbnb. Multas podem chegar a 100 mil euros

As autoridades de Berlim ameaçam aplicar multas a quem arrende apartamentos na cidade através de plataformas como a Airbnb, Wimdu e 9Flats, segundo o site Politico. O objectivo é lutar por alojamentos acessíveis.

Bloomberg
Ana Laranjeiro alaranjeiro@negocios.pt 02 de Maio de 2016 às 14:40
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

As autoridades da capital alemã, Berlim, querem proibir os turistas de alugarem apartamentos através da plataforma da Airbnb. O objectivo, escreve o jornal inglês de The Independent, é defender os alojamentos acessíveis. Com multas elevadas, as autoridades germânicas esperam proteger a disponibilidade de propriedades e manter as rendas o mais baixas possível, adianta a mesma fonte.

O número de propriedades disponíveis para alugar por um longo período de tempo caiu de forma significativa após a expansão destas plataformas, adianta o jornal britânico.


O site Politico escreve que as autoridades berlinenses ameaçam aplicar multas que podem chegar aos 100 mil euros às pessoas que alugam os seus apartamentos na cidade a partir destas plataformas, de acordo com a legislação aprovada em 2014 e aplicada a partir de 1 de Maio. Esta lei, de nome "Zweckentfremdungsverbot", foi aprovada há dois anos mas previa um período de transição de 24 meses - prazo que terminou no final de Abril.

A mesma publicação adianta que as autoridades alemãs estão a incentivar os cidadãos a apontar as pessoas que estão a alugar apartamentos através destes meios.


"Vamos continuar a incentivar as autoridades de Berlim a ouvirem os seus cidadãos e a seguirem o seu exemplo de grandes cidades como Paris, Londres, Amesterdão ou Hamburgo e criar regras claras para pessoas normais que partilham as suas casas", disse Julian Trautwein, o porta-voz da Airbnb, em declarações citadas pelo Politico. 

Ver comentários
Saber mais Berlim Julian Trautwein Airbnb
Mais lidas
Outras Notícias