Start-ups Startup Heatmap Europe: Lisboa no top 5 das preferências dos empreendedores

Startup Heatmap Europe: Lisboa no top 5 das preferências dos empreendedores

"Onde começaria se pudesse começar tudo de novo?". Esta pergunta foi colocada aos empreendedores e a resposta não foi surpreendente: Londres e Berlim. A surpresa está que Lisboa é a quinta cidade das preferências dos empreendedores.
Startup Heatmap Europe: Lisboa no top 5 das preferências dos empreendedores
Ana Laranjeiro 14 de julho de 2016 às 19:25

A pergunta colocada pela European Startup Initiative, no âmbito do relatório Startup Heatmap Europe, aos empreendedores era simples: "Onde começaria se pudesse começar tudo de novo?". Os fundadores tinham até cinco votos de uma lista de 30 cidades e 2.392 responderam. Entre estes, 29% dos votos vão para Berlim e Londres.

A cidade britânica é considerada a capital do empreendedorismo na Europa. A decisão dos britânicos de sair da União Europeia, manifestada no referendo de 23 de Junho, levantou mesmo a questão sobre o que seria deste "hub" após a saída do bloco económico europeu. Horas após terem sido conhecidos os resultados deste escrutínio, o Negócios falou com empreendedores nacionais presentes na capital britânica que manifestaram a sua surpresa pela decisão mas que apontaram para as oportunidades que poderão surgir com esta decisão. Para já, e menos de um mês depois do escrutínio, Londres ainda não iniciou formalmente o processo para a saída.

Oportunidade foi também o que Berlim viu com este referendo. A capital alemã perfila-se para muitos com o segundo maior centro de empreendedorismo na Europa. E a Alemanha não perdeu tempo. Uma carrinha com a mensagem: "Queridas start-ups mantenham-se calmas e mudem-se para Berlim", como ilustra um recente artigo do The Guardian, tem cruzado as ruas de Londres na zona de Westminster e de Shoreditch [onde estão muitas start-ups], com o objectivo de captar empresas para a Alemanha. 

Olhando em detalhe para os dados do Startup Heatmap Europe é possível verificar que Berlim lidera as respostas, seguida por Londres, Amesterdão, Barcelona e Lisboa. A capital portuguesa é assim a quinta cidade, com 5% dos inquiridos a revelarem que se viam a começar a sua start-up em Lisboa.

Atrás de Lisboa, estão Dublin, Estocolmo, Munique, Copenhaga e Viena.

Ainda no relatório Startup Heatmap Europe, que tem por base um inquérito online de Novembro de 2015 até Abril de 2016, pode ver-se que 23% dos fundadores começaram a sua start-up num país que não era o seu de origem.


Entre os motivos que levam os empreendedores a mudarem, 71% referem o acesso ao talento qualificado e 69% apontam a qualidade do ecossistema.

Outro dado está relacionado com a divulgação dos "hubs" na imprensa. Os responsáveis pelo estudo contaram as vezes em que um "hub" de start-ups é referido nos blogs tecnológicos e o chamado Media Buzz não é suficiente para atrair empreendedores. Exemplo disso é o facto de Lisboa estar 20 posições acima da expectativa dos órgãos de comunicação. Por outro lado, Manchester está 18 posições abaixo do que expectativa dos média indicaria.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI