Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Adolescente português comprou no eBay servidor usado pela Wikileaks

Um adolescente português comprou na página de leilões eBay, por 24.886 euros, um servidor na internet que foi utilizado pela organização Wikileaks, mas a compra foi feita sem o conhecimento e o consentimento do pai.

Lusa 15 de Setembro de 2013 às 22:18
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...

De acordo com a revista Wired, a empresa sueca Bahnhof pôs à venda no eBay um servidor informático que alugou à Wikileaks para guardar mais de 600.000 documentos confidenciais norte-americanos e tornados públicos em 2010 por aquela organização, fundada por Julian Assenge.

 

Ao fim de vários dias de licitações, o servidor foi vendido na semana passada por 24.886 euros a um adolescente de 17 anos que utilizou a conta de eBay do pai para efetuar a compra, sem autorização deste.

 

O caso foi detectado quando a empresa Bahnhof recebeu uma mensagem do pai do comprador - "um homem que trabalha no sector industrial e vive fora de Lisboa" - dizendo que queria desistir da transacção, porque foi feita sem o seu conhecimento.

 

De acordo com a revista, que teve acesso à troca de mensagens entre o administrador da Bahnhof, John Karlung, e o pai do comprador - cuja identidade foi mantida em segredo -, este terá ficado sem palavras com a compra e sublinhado que o filho é "louco por teorias da conspiração".

 

A agência Lusa tentou obter esclarecimentos por parte do pai do comprador português, mas este escusou-se a prestar qualquer declaração pública sobre o assunto.

 

Na verdade, o que esteve à venda foi equipamento informático - e não ficheiros - pertencente à empresa sueca e alugado à Wikileaks entre Setembro de 2010 e Julho de 2011.

 

A Wikileaks terá ficado desagradada com a intenção de venda do servidor na Internet, criticando a empresa Bahnhof, mas John Karlung respondeu que "os discos rígidos foram apagados (...) e a informação original não pode ser recuperada, nem mesmo pela NSA [Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos]".

 

Se a compra do adolescente português for anulada, o servidor poderá ser adquirido pelo segundo licitador que mais ofereceu, cerca de 24.700 euros, refere a Wired.

 

De acordo com a Bahnhof, o objectivo da venda do servidor - que tem "um grande valor simbólico para um verdadeiro coleccionador" - é angariar dinheiro para duas associações: a Repórteres sem Fronteiras e a Fundação 5 de Julho, sobre direitos no campo do digital.

Ver comentários
Saber mais Wikileaks
Outras Notícias