Tecnologias Amazon e Alphabet desiludem com resultados abaixo do esperado

Amazon e Alphabet desiludem com resultados abaixo do esperado

Duas das maiores tecnológicas norte-americanas apresentaram resultados que ficaram abaixo do esperado. As acções reagem em queda.
Amazon e Alphabet desiludem com resultados abaixo do esperado
Reuters
Nuno Carregueiro 25 de outubro de 2018 às 22:51

Depois dos resultados positivos apresentados pela Microsoft e Twitter terem animado o dia em Wall Street esta quinta-feira, depois do fecho da sessão a Amazon e a Alphabet (que controla o Google) deram más notícias aos investidores.

 

Ambas as companhias anunciaram resultados abaixo do esperado, levando as acções a reagiram em queda no mercado que funciona após o fecho da sessão regular.

 

Amazon prevê receitas abaixo do esperado pelos analistas

 

A companhia de comércio electrónico anunciou uma subida de 29% nas receitas do terceiro trimestre para 56,6 mil milhões de dólares, abaixo dos 57,1 mil milhões projectados pelos analistas. Quanto aos lucros, dispararam de 256 milhões de dólares no trimestre homólogo para 2,88 mil milhões de dólares. O lucro por acção foi de 5,75 dólares, quando os analistas estimavam 3,11 dólares.

 

Contudo, a Amazon também avançou com estimativas de receitas inferiores ao que o mercado estava à espera para o quarto trimestre, período que é habitualmente forte devido ao Natal e Acção de Graças. A empresa de Jeff Bezos estima receitas entre 66,5 e 72,5 mil milhões de dólares, bem abaixo dos 73,8 mil milhões de dólares previstos pelos analistas.

 

Diz a Bloomberg que esta estimativa da Amazon pode indicar que a empresa pode estar a chegar a um ponto de "saturação" no crescimento no mercado de retalho online, depois de vários trimestres de forte crescimento nas vendas, que levaram a capitalização bolsista a superar a marca do bilião de dólares.  

 

Em reacção a estes números, as acções da Amazon chegaram a descer 6,5% no "after-hours".    

 

Margem da Alphabet recua

 

Quanto à Alphabet, as receitas subiram para 33,74 mil milhões de dólares, mas ficaram ligeiramente abaixo do estimado (34,05 mil milhões de dólares).

 

Quanto aos lucros, aumentaram de 6,73 mil milhões para 9,19 mil milhões de dólares, com o lucro por acção (13,06 dólares) a ficar bem acima do projectado (10,45 dólares).

 

Contudo, a dona do Google também reportou um aumento nos custos, levando a margem operacional a recuar 3 pontos percentuais para 25%.

 

As acções reagem em queda de 4,4% para 1.103,59 dólares.

 

A Amazon e Alphabet integram as denominadas FANG (Facebook, Apple, Netflix e Amazon e Alphabet, sendo que o G é para a Google - propriedade da Alphabet). Uma sigla para representar as maiores tecnológicas de Wall Street e que têm registado fortes subidas em bolsa.




pub