Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Anacom condiciona oferta retalhista de banda larga da PT

A Anacom deliberou hoje que as ofertas retalhistas de banda larga de um Mbps e de dois Mbps sobre a rede de distribuição por cabo, «apenas podem ser comercializadas pelas empresas do grupo PT após a entrada em vigor das correspondentes condições grossista

Negócios negocios@negocios.pt 14 de Outubro de 2004 às 18:40
  • Partilhar artigo
  • ...

A Anacom – Autoridade Nacional de Comunicações deliberou hoje que as ofertas retalhistas de banda larga de um Mbps (megabytes por segundo) e de dois Mbps sobre a rede de distribuição por cabo, «apenas podem ser comercializadas pelas empresas do grupo PT após a entrada em vigor das correspondentes condições grossistas na oferta ‘Rede ADSL PT’», de acordo com comunicado hoje emitido pelo conselho de administração da entidade reguladora.

Já sobre a possibilidade de a PT Comunicações (PTC), «por sua iniciativa, vir a incluir a classe de serviço de dois Mbps» na oferta ‘Rede ADSL PT’, a Anacom determinou que «antes da deliberação final» sobre a mesma, a oferta equivalente de retalho na rede de distribuição por cabo «só poderá ser comercializada depois de decorrido o prazo de 30 dias de pré-aviso aplicável no âmbito das alterações à referida oferta», conclui a mesma fonte.

Ver comentários
Outras Notícias