Tecnologias Apple deverá lançar Apple TV+ já em novembro para impulsionar receitas

Apple deverá lançar Apple TV+ já em novembro para impulsionar receitas

A tecnológica norte-americana vai lançar o Apple TV+ em novembro deste ano, como parte de um plano para arrecadar 50 mil milhões de dólares em vendas de serviços até 2020.
Apple deverá lançar Apple TV+ já em novembro para impulsionar receitas
Reuters
Gonçalo Almeida 20 de agosto de 2019 às 13:11
A Apple pretende lançar um serviço de streaming de televisão e filmes, com o objetivo de atingir a meta estabelecida de 50 milhões de dólares em vendas de serviços em 2020. A empresa liderada por Tim Cook pretende lançar a Apple TV+ até novembro deste ano, segundo a Bloomberg. 

Depois da Netflix, Amazon, ou da AT&T - que lançou a HBO -, agora é a vez da Apple apostar no serviço de streaming com conteúdo próprio. A empresa vai apresentar um portefólio inicial com uma pequena seleção de conteúdos próprios e começar a expandi-la. Na semana passada, o Financial Times divulgou que a tecnológica aumentou o orçamento de produção para 6 mil milhões de dólares. 

O serviço, que fará parte do já existente Apple TV, será lançado em mais de 150 países por todo o mundo e ainda não foi divulgado um preço de assinatura. No entanto, segundo a Bloomberg, será perto de 9,99 dólares por mês. 

No terceiro trimestre do ano passado, a receita com serviços representou um recorde de 21% das receitas totais, contrariando a tendência de desaceleração do iPhone que representou menos de 50%. Analistas sugerem que a Apple TV+ possa alcançar 100 milhões de assinantes nos próximos cinco anos e receitas de 14 mil milhões de dólares em vendas em 2020.

A Apple TV+ será uma das principais assinaturas digitais da gigante 'tech', juntamente com a Apple Music, a Apple News + e o iCloud.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI