Tecnologias Apple prepara-se para lançar três novos modelos do iPhone em 2019

Apple prepara-se para lançar três novos modelos do iPhone em 2019

A Apple está a preparar o lançamento de três novos modelos do iPhone este ano, revela o The Wall Street Journal, que cita pessoas próximas do assunto. Ao mesmo tempo, retalhistas chinesas reduziram o preço de alguns modelos em 22%.
Sara Antunes 11 de janeiro de 2019 às 15:41

A Apple está a preparar o lançamento de três novos modelos do iPhone este ano, um dos quais do recente XR, revelou o WSJ, que cita fontes ligadas ao processo, que pediram anonimato. O jornal adianta que o modelo XR deverá ser apresentado com um LCD.

 

Um outro modelo deverá ter três câmaras na parte de trás do equipamento.

 

Os novos modelos deverão ser apresentados no próximo outono, como é apanágio da Apple, e terão como intuito reverter as más notícias que têm pautado os últimos meses, com as vendas a abrandar e a desiludir os investidores. A empresa assumiu mesmo uma revisão em baixa das estimativas, muito devido ao mercado chinês.  

 

Prova deste cenário é o que foi feito por retalhistas chineses esta sexta-feira, 11 de janeiro. Dois dos maiores retalhistas chineses da Apple, a JD.Com e a Suning, reduziram os preços de alguns modelos do iPhone em cerca de 22%, de acordo com o Financial Times. Os preços foram cortados esta sexta-feira no iPhone iPhone 8, 8 Plus e XR, segundo a mesma publicação.

 

"Os dias da Apple na China estão a tornar-se cada vez mais difíceis, e eles já admitiram o problema", salientou ao FT James Yan, da Counterpoint, uma empresa de análise de tecnologias. "Os retalhistas estão a tentar aproveitar a época de compras que antecede o novo ano chinês [em fevereiro] para recuperar algumas perdas nos iPhones", salientou o mesmo responsável.

 

"A Apple está sob muita pressão de vendas na China, por isso os gestores locais vão tentar usar as suas ligações com os retalhistas locais para venderem tanto quanto conseguirem", acrescentou James Yan.

 

As ações da Apple estão a descer 0,99% para 152,27 dólares, depois de em 2018 terem deslizado mais de 6,5%, naquele que foi o pior ano desde 2008. A queda foi essencialmente sentida no último trimestre, depois de ter começado a ser noticiado o abrandamento das vendas de iPhones.





Saber mais e Alertas
pub