Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Apple vende número recorde de iPhones mas acções afundam em bolsa

As vendas de “smartphones” no período natalício ficaram abaixo das estimativas, apesar de terem atingido um recorde. Acções afundaram 5% no pós-mercado, com receios face ao crescimento da empresa.

Dividendo coloca Apple em novo máximo histórico acima dos 601 dólares (act.)
Edgar Caetano edgarcaetano@negocios.pt 28 de Janeiro de 2014 às 08:53
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

A Apple decepcionou os investidores ao indicar que vendeu 51 milhões de iPhones no último trimestre, falhando os 54,7 milhões previstos em média pelo analistas. O registo foi, ainda assim, o mais elevado de sempre na venda do produto mais lucrativo da Apple.

 

A empresa indicou também que as vendas neste trimestre serão entre 42 mil milhões e 44 mil milhões de dólares, abaixo dos 46,1 mil milhões estimados pelo mercado. Alguns investidores ficaram desapontados também pelo facto de a Apple não anunciar qualquer aumento do dividendo ou um programa de recompra de acções.

 

As acções caíam mais de 5% no pós-mercado, em Nova Iorque, mantendo a Apple como a cotada mais valiosa do mundo. Os lucros mantiveram-se praticamente inalterados no trimestre, nos 13,1 mil milhões de dólares.

 

Os números sugerem, contudo, que poderá estar a cair a procura por “smartphones” de alta gama, numa altura em que a Apple enfrenta concorrência cada vez mais apertada de outras fabricantes, com a sul-coreana Samsung à cabeça.

 

“O mercado de telemóveis de alta gama está saturado”, diz Van Baker, analista da Gartner Inc., citado pela Bloomberg. “A Apple vai ter de repensar a sua abordagem”, acrescenta o especialista.

 

Os investidores estão a pressionar Tim Cook (na foto) para introduzir novidades na linha de produtos da empresa, enquanto esta se tem concentrado na expansão dos produtos existentes para outras geografias. As vendas na China, após o acordo com a China Mobile, tiveram um “arranque incrível”, disse Tim Cook em “conference call” recente.

Ver comentários
Saber mais Apple iPhone vendas resultados Tim Cook
Outras Notícias