Tecnologias Autoridades fazem rusga em Feira de Tecnologia de Las Vegas para confiscar skates eléctricos

Autoridades fazem rusga em Feira de Tecnologia de Las Vegas para confiscar skates eléctricos

No seguimento de uma denúncia da start-up norte-americana Future Motions, as autoridades confiscaram os skates eléctricos da chinesa Changzhou First International Trade, que estavam em exposição na CES 2016, uma das mais importantes feiras de tecnologia do mundo.
Autoridades fazem rusga em Feira de Tecnologia de Las Vegas para confiscar skates eléctricos
Bloomberg
Inês F. Alves 08 de janeiro de 2016 às 12:20

Em plena Feira de Tecnologia de Consumo de Las Vegas, as autoridades apreenderam todos os itens do expositor da Changzhou First International Trade, que comercializava skates eléctricos – conhecidos como "hoverboard" – muito similares aos Onewheel, criação patenteada de uma start-up americana.

Escreve a Bloomberg que até à chegada das autoridades a Changzhou First International Trade estava a ter bastante sucesso com os seus skates eléctricos, os Trotter, que ao invés de terem duas rodas, uma em cada ponta, como os "hoverboards" mais populares, tem somente uma grande roda no meio.

A apreensão é resultado de uma acção da Future Motion, uma start-up de Silicon Valley, que argumenta ter inventado e patenteado um skate eléctrico – o Onewheel - capaz de se equilibrar sozinho, com apenas uma roda e com um design muito similar ao que estava a ser apresentado na Feira de Tecnologia de Consumo de Las Vegas, a CES 2016.

A empresa norte-americana enviou seis pessoas para acompanhar as autoridades nesta rusga, conta a Bloomberg, acrescentando que a Associação para a Tecnologia de Consumo, organizadora da CES 2016, não quis comentar o caso, e o mesmo aconteceu com a pessoa responsável pelo quiosque da Changzhou First International Trade na mostra de Las Vegas.

Um dos elementos das autoridades, Lynzey Donahue, limitou-se a dizer à Bloomberg que estavam a ser cumpridas ordens do tribunal.

O skate Onewheel da Future Motion é uma criação Kyle Doerksen, cuja empresa é detentora das patentes de tecnologia e design deste dispositivo, o que impede a concorrência fazer algo parecido que leve o público a confundir isso com o Onewheel original.

"Faríamos [esta denúncia] sem a patente de design do produto? A resposta é que não nos teríamos dado ao trabalho. Se conseguires mostrar o design patenteado ao lado do produto em causa, lado a lado, isso ajuda à tua causa", explicou Shawn Kolitch, advogado da Future Motions, à Bloomberg.

A Future Motion encontrou o produto da Changzhou First International Trade no ano passado, quando o utilizador de Onewheel divulgou a informação online num fórum. Em Dezembro, Shawn Kolitch enviou uma carta à empresa chinesa a exigir que parassem de vender o produto, sem nunca obter resposta. O advogado da Future Motions voltou à carga no dia anterior à abertura do espaço de exposições da CES 2016 directamente, mas não conseguiu demover a empresa chinesa. Então, na quarta-feira, 6 de Janeiro, a empresa americana interpôs uma acção em tribunal para impedir que os Trotter fossem exibidos na mostra de Las Vegas.

Para Kyle Doerksen, inventor do Onewheel, conseguir que o material da empresa chinesa fosse retirado da exposição não só trava aquilo que considera como concorrência ilegítima, como protege a reputação de toda a indústria dos skates eléctricos, cujo sector tem sido penalizado por notícias de material de fraca qualidade.

"Se os consumidores começarem a olhar para a indústria como estando cheia de produtos de má qualidade, de produtos de baixo custo, isso reflecte-se negativamente em todos", disse Doerksen, citado pela Bloomberg. "Detestamos quando alguém decide envenenar o poço", concluiu.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI