Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

E se a Apple fosse um país?

Se a Apple fosse um país, seria a Bélgica em receitas anuais, a Colômbia em nível de dívida ou a República Democrática do Congo em utilização de energia renovável.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 02 de Agosto de 2018 às 19:25
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

A Apple, que atingiu um valor de mercado de um bilião de dólares, tem números tão gigantescos que poderia, em muitas rubricas, ser um país. E se fosse?

 

Segundo os dados recolhidos pela Bloomberg junto da CIA, Banco Mundial, família real dinamarquesa, Credit Suisse e relatórios e contas de empresas, se a Apple fosse um país, seria a República Democrática do Congo em utilização de energia renovável – e também a primeira a nível mundial, uma vez que faz uso a 100% das energias verdes.

 

Se avaliarmos a valorização acumulada da Apple em 2017, esta  equivale ao ritmo de crescimento do PIB das Ilhas Marianas do Norte [situadas a sul do Japão, são um Estado livremente associado aos EUA no Oceano Pacífico] – que, com 34%, estão na segunda posição a nível mundial.

 

Já se nos debruçarmos sobre o salário dos chefes de Estado, a remuneração (salário e bónus) do CEO Tim Cook, no valor anual de 12,8 milhões de dólares, equivale ao que recebe o primeiro-ministro dinamarquês, Lars Løkke Rasmussen (segundo maior valor a nível mundial, apenas superado pelo presidente da República Checa).

 

Quanto às receitas anuais da tecnológica, que ascenderam em 2017 a 247 mil milhões de dólares, estas correspondem às receitas anuais do governo da Bélgica (18ª posição no ranking mundial desta categoria).

 

A Apple, que viu nascer o dia na garagem do seu co-fundador Steve Jobs em 1976 [com a ajuda do seu amigo Steve Wozniak], já elevou as suas receitas para valores acima do PIB de Portugal, da Nova Zelândia e de outros países, destaca por seu lado a Reuters.

 

Já a riqueza nacional (soma do valor dos activos da nação, menos os passivos) da Grécia, no valor de um bilião de dólares – o que a coloca em 31.º lugar a nível mundial –, equivale à capitalização bolsista atingida hoje pela Apple, de acordo com os dados compilados pela Bloomberg.

 

A dívida da Apple, por seu lado, é de 122 mil milhões de dólares, o que a coloca no mesmo patamar que a dívida externa da Colômbia.

 

No que diz respeito à produção de electricidade, que na empresa de Palo Alto ascende a 626 megawatts, esta corresponde ao que El Salvador produz.

 

O número de trabalhadores da cotada liderada por Tim Cook, que ronda os 123.000, equipara-se ao número de trabalhadores activos na Polinésia francesa.

 

Por último, se analisarmos a proporção de mulheres que trabalham na Apple face ao número de homens, esta é de 32% - o mesmo acontecendo com a percentagem de mulheres que fazem parte da população activa em Omã.

Ver comentários
Saber mais Tim Cook Apple Omã Polinésia francesa Colômbia PIB Japão Credit Suisse Banco Mundial República Democrática do Congo Ilhas Marianas do Norte EUA Lars Løkke Rasmussen primeiro-ministro dinamarquês Bélgica Steve Jobs Steve Wozniak
Outras Notícias