Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EDP diz não recebeu proposta formal para encerrar ONI Way (act)

A EDP não recebeu qualquer proposta formal dos operadores de telecomunicações para o fecho da ONIWay. A eléctrica afirma que as conversações de consolidação no sector, até à data, foram inconclusivas.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 15 de Novembro de 2002 às 12:43
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Electricidade de Portugal anunciou hoje que não recebeu qualquer proposta formal dos operadores de telecomunicações para o fecho da ONIWay. A eléctrica afirma que as conversações de consolidação no sector, até à data, foram inconclusivas.

Num comunicado a EDP afirma que « quanto a informação veiculada pelos meios de comunicação social que indiciam a recepção por parte da EDP de uma proposta formal dos outros operadores licenciados para o mercado de telecomunicações móveis, conducente ao encerramento das operações da ONIWAY, a EDP vem novamente desmentir ter recebido qualquer proposta formal nesse sentido».

Vários órgãos de comunicação noticiaram que o fecho da ONIWay está para breve, depois dos operadores terem efectuado uma proposta à eléctrica.

A EDP desmente ter recebido uma proposta formal.

O Negocios.pt sabe que os operadores de telecomunicações, a TMN, Vodafone e Optimus, acordaram em comprar os activos da ONI Way, pelo valor de cerca de 180 milhões de euros, estando ainda a ultimar alguns detalhes do acordo.

No mesmo comunicado a EDP reafirma que « que continua atenta às evoluções no mercado de telecomunicações móveis em Portugal, particularmente no que se refere a eventuais processos de consolidação que possam vir a ocorrer».

Neste âmbito a EDP diz que tem mantido, no decorrer do último ano, conversações com os restantes operadores, «tendente a estudar todas as alternativas existentes», que até esta data, «foram inconclusivas».

A ONI SGPS, controlada pela EDP [EDP], detém 68% do capital da ONIWay, empresa que tem uma licença para operar no UMTS e um acordo para utilizar a rede da TMN para o GPRS/GSM.

A EDP seguia nos 1,69 euros a subir 1,2%.

Outras Notícias