Tecnologias Empresa da Primavera compra "desmaterializadora" de autarquias

Empresa da Primavera compra "desmaterializadora" de autarquias

A bracarense YET, concentrada nas transações eletrónicas no retalho, saúde, farmacêutica e automóvel, absorve a oferta e o portefólio de clientes da Portugal Informático para "reforçar posição" no setor público.
Empresa da Primavera compra "desmaterializadora" de autarquias
A Câmara Municipal de Guimarães é uma das clientes da Portugal Informático, adquirida pela YET.
Correio da Manhã
António Larguesa 25 de julho de 2019 às 13:55

A Portugal Informático (PI), uma empresa especializada em aplicações de desmaterialização de documentos, acaba de ser adquirida pela empresa do grupo Primavera que desenvolve soluções de transações eletrónicas de documentos, com o objetivo de "reforçar a sua posição no setor público".

 

As autarquias de Águeda, Albufeira, Oliveira de Azeméis, Gaia ou Guimarães, entre outras, a Infraestruturas de Portugal, a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, a Carris ou o Metro da capital – além dos grupos privados Mota Engil ou Ferpinta –, são alguns dos atuais clientes da PI, fundada em 1994, liderada por Valter Henriques e presente no Porto, Lisboa e Funchal.

 

"No ano em que a YET comemora o 10º aniversário, esta aquisição representa um novo impulso na abordagem ao mercado, uma vez que, pela complementaridade das ofertas e experiência em setores onde tínhamos ainda uma presença ténue, vamos ser um dos principais ‘players’ de transações eletrónicas para as autarquias", frisou o diretor-geral, Eugénio Veiga, citado numa nota de imprensa.

 

Esta aquisição representa um novo impulso na abordagem ao mercado, uma vez que (…) vamos ser um dos principais ‘players’ de transações eletrónicas para as autarquias. Eugénio Veiga, diretor-geral da YET

É que a maior força da empresa bracarense está nos setores do retalho, saúde, indústrias farmacêutica e automóvel - Institutoptico, Garcias, Grupo Luz Saúde e Perrigo Portugal são clientes de referência – e com esta operação passa a ter uma abordagem "mais abrangente e diferenciada", incluindo em áreas tecnológicas em que se complementavam, como a oferta Cloud e On Premise.

 

Com 40 mil clientes espalhados por cerca de duas dezenas de países de vários continentes, o grupo Primavera, coliderado por José Dionísio e Jorge Batista, tem uma faturação a rondar os 24 milhões de euros, sede em Braga e escritórios também em Lisboa. Fora de Portugal tem subsidiárias na Europa, África e Médio Oriente: Madrid (Espanha), Luanda (Angola), Cidade da Praia (Cabo Verde), Maputo (Moçambique) e Dubai (Emirados Árabes Unidos).




pub

Marketing Automation certified by E-GOI