Tecnologias Facebook identifica falha de segurança em 50 milhões de contas

Facebook identifica falha de segurança em 50 milhões de contas

A rede social liderada por Mark Zuckerberg detectou um problema de segurança que afectou 50 milhões de contas.
Facebook identifica falha de segurança em 50 milhões de contas
Reuters
Carla Pedro 28 de setembro de 2018 às 17:58

O Facebook foi alvo de uma falha de segurança que comprometeu 50 milhões de contas, estando a investigação do caso numa fase inicial, referiu a rede social, citada pela Bloomberg.

 

A empresa liderada por Mark Zuckerberg sublinhou que está ainda por determinar se foi dado um mau uso às contas ou se houve acesso a qualquer informação dos utilizadores.   


Também não se sabe quem está por detrás dos ataques nem onde estão os hackers sediados, salienta a Bloomberg.

 


Os piratas informáticos aproveitaram uma vulnerabilidade no código-fonte do Facebook relacionado com a funcionalidade "Ver Como" – que permite que os utilizadores vejam de que forma é apresentado o seu próprio perfil a outras pessoas.


Segundo a rede social, essa vulnerabilidade já está resolvida, mas a funcionalidade "Ver Como" foi temporariamente desactivada enquanto decorre a análise de segurança.







As acções do Facebook seguem em queda com esta notícia, a perder 3,19% para 143,66 dólares.


Em inícios deste ano a empresa co-fundada por Zuckerberg enfrentou dissabores da mesma natureza, quando se anunciou que o Facebook e a consultora britânica Cambridge Analytica estavam a ser investigados pelo uso indevido de dados de 87 milhões de utilizadores da rede social em todo o mundo.

 

Recorde-se que foram os diários norte-americano The New York Times e britânico The Guardian que avançaram com as notícias sobre a apropriação indevida com fins políticos de informação pessoal de milhões de utilizadores da rede social Facebook por parte da Cambridge Analytica.

 

A Cambridge Analytica esteve ligada à campanha presidencial de Donald Trump e terá ajudado a personalizar propaganda em função do perfil dos utilizadores. Mais recentemente, foi também associada à campanha pelo Brexit no Reino Unido – de Junho de 2016.


(Notícia actualizada às 18:52)



Saber mais e Alertas
pub