Tecnologias França e EUA chegam a um acordo preliminar sobre imposto a gigantes tecnológicas

França e EUA chegam a um acordo preliminar sobre imposto a gigantes tecnológicas

França e EUA chegaram a um acordo preliminar sobre o imposto que Paris quer aplicar às gigantes tecnológicas, revelaram fontes próximas do processo.
França e EUA chegam a um acordo preliminar sobre imposto a gigantes tecnológicas
Reuters
Negócios 26 de agosto de 2019 às 10:40

O entendimento alcançado – e que será agora analisado pelos presidentes dos dois países – determina que França reembolse as empresas da diferença entre o imposto aplicado por França e o valor que será acordado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).

 

O acordo foi alcançado pela equipa negocial liderada pelo ministro das Finanças francês, Bruno Le Maire, e o secretário de Estado dos EUA, Steven Mnuchin, e o conselheiro económico da Casa Branca, Larry Kudlow, adianta a Reuters.

 

O acordo preliminar será agora analisado por Donald Trump e por Emmanuel Macron, que se encontram na cimeira do G7, em Biarritz.

 

A chamada taxa Google (ou GAFA - (Google, Amazon, Facebook e Apple)) pretende taxar em 3% as empresas digitais com receitas globais superiores a 750 milhões de euros ou ganhos superiores a 50 milhões na Europa.

 

Estas empresas são acusadas de utilizarem paraísos fiscais para fugir aos impostos na Europa e alguns estudos indicam que a nova taxa pode representar a entrada de 5 mil milhões de euros por ano nos cofres da União Europeia.

 

Vários países europeus, incluindo Portugal, têm analisado a implementação de uma taxa sobre este tipo de negócios. Os ministros das Finanças da União Europeia chegaram a debater o assunto, mas na reunião do Ecofin de março decidiram deixar cair o tema, considerando que seria mais benéfico continuar a trabalhar numa reforma global da tributação das empresas tecnológicas, preparada pela OCDE.

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI