Tecnologias Google, Ford e Uber juntas para acelerar mercado dos carros autónomos

Google, Ford e Uber juntas para acelerar mercado dos carros autónomos

As três empresas, juntamente com a Volvo e a Lyft, vão unir-se para promover junto das autoridades norte-americanas os benefícios dos carros autónomos, com o intuito de uniformizar regras e acelerar o desenvolvimento deste mercado.
Google, Ford e Uber juntas para acelerar mercado dos carros autónomos
Inês F. Alves 26 de abril de 2016 às 16:08

Escreve a Reuters esta terça-feira, 26 de Abril, que a Google, a Ford, a Uber, a sua rival Lyft, e a a sueca Volvo detida pelo grupo chinês Zhejiang Geely, vão integrar a Coligação dos Carros Autónomos para Ruas mais Seguras.

O grupo pretende trabalhar com "legisladores, reguladores e o público em geral para mostrar os benefícios sociais e de segurança dos veículos autónomos (capazes de conduzir sozinhos)", informa a coligação em comunicado citado pela agência.

David Strickland, ex-responsável do regulador norte-americano para os transportes  - National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA) – vai ser o porta-voz e conselheiro desta coligação.

"O melhor caminho para a inovação é ter um conjunto de padrões federais claros e a coligação vai trabalhar com legisladores no sentido de encontrar as soluções certas que possam facilitar a implementação dos veículos autónomos", afirmou Strickland em comunicado. "A tecnologia de veículos autónomos vai tornar as estradas americanas mais seguras e menos congestionadas", acrescentou.

O anúncio sobre a formação desta coligação surge numa altura em que a NHTSA se prepara para a segunda audição pública sobre carros autónomos, esta quarta-feira, na Universidade de Stanford. Escreve a Reuters que o regulador deve anunciar as linhas orientadoras sobre veículos autónomos em Julho deste ano.

Sob a legislação actual, carros totalmente autónomos são ilegais. A Califórnia propôs que fosse proibida a circulação de carros sem volantes, pedais e condutores licenciados capazes de assumir o controlo em caso de emergência, algo a que a Google se opôs.

São amplamente conhecidos os testes da Google com carros autónomos em algumas cidades norte-americanas, mas a empresa está longe de ser a única a apostar nisto, escreve o The Verge, que menciona os planos das restantes empresas desta coligação no segmento dos veículos autónomos.

A Ford está a testar a sua própria tecnologia no campus em Dearnorn, no Michigan. A Uber tem uma unidade de pesquisa destinada a carros autónomos em Pittsburgh. A Volvo anunciou planos para testar 100 veículos autónomos na China e a Lyft uniu-se à General Motors para criar uma frota de carros autónomos.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI