Tecnologias Grupo Compta lucra 232 mil euros

Grupo Compta lucra 232 mil euros

O grupo Compta lucrou 232 mil euros depois de interesses minoritários, enquanto a Compta SA mantém os prejuízos.
Grupo Compta lucra 232 mil euros
Miguel Baltazar
Negócios 30 de abril de 2018 às 23:06
Consolidando todas as empresas da Compta e subsidiárias, o grupo lucrou 232,7 mil euros, "baseado num resultado operacional consolidado que voltou a ultrapassar um milhão de euros", diz a empresa no relatório apresentado esta segunda-feira, 30 de Abril.

Isto depois de ter visto os proveitos descerem 1 milhão de euros, para se fixarem em 32,3 milhões de euros.

A empresa diz que a redução dos proveitos foi compensada "pelo comportamente das diversas componentes de custos e proveitos", salientando, por outro lado, "a evolução favorável dos resultados financeiros que também contribuiu para a melhoria do resultado alcançado".

Para a empresa, o facto de o grupo continuar "a atingir resultados consolidados positivos, o que, não obstante as condições adversas prevalecentes nos mercados onde actua, mostra ser uma marca de confirmação do acerto das políticas que foram traçadas e, ainda, quanto à forma como têm vindo a ser aplicadas".

O grupo aumentou, em 2017, o número de trabalhadores para 226 colaboradores.

Já a casa-mãe, a Compta SA, teve, nas suas contas individuais, um "decréscimo do volume de negócios com uma queda de cerca de 1,4 milhões de euros", o que reflecte "a política adoptada de concentração do negócio nas empresas associadas, seguindo uma lógica de especialização tecnológica e prevalência do grupo sobre o individual". Nesta vertente individual, o resultado líquido voltou ao negativo, tendo registado prejuízos de 127 mil euros, o que representa um decréscimo de 157 mil euros face ao valor contabilizado em 2016.





A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Zeca Há 2 semanas

Mais um elefante branco, como é que uma empresa de tecnologia nos tempos que correm pode dar prejuízo só mesmo gerida por patos bravos, que se pavoneiam pelas nossas estradas em veículos topo de gama, haja paciência para aturar este pseudo gestores....

Saber mais e Alertas
pub