Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Hewlett-Packard estuda corte de 25 mil postos de trabalho

Maior fabricante de computadores do mundo pode eliminar 8% da força de trabalho, para fazer face à quebra nas vendas.

Negócios negocios@negocios.pt 17 de Maio de 2012 às 20:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Hewlett-Packard está a estudar a implementação de um plano de corte de postos de trabalho, que pode atingir um total de 25 mil empregos, noticia hoje a Bloomberg, que cita pessoas com conhecimento do processo.

Deste total, entre 10 a 15 mil empregos poderão ser eliminados na unidade de prestação de serviços tecnológicos a empresas, uma área onde a rentabilidade tem vindo a diminuir.

A HP emprega um total de 324.600 pessoas em todo o mundo. Em Portugal tem uma força de trabalho de 500 pessoas e, segundo noticiou recentemente o "Diário Económico", está a negociar com o Governo a constituição de centros de serviço no País, que poderá criar 500 postos de trabalho.

A tecnológica norte-americana, liderada desde Setembro pela antiga CEO do Ebay, Meg Whitman, tem vindo a ser penalizada pela descida nas vendas e computadores pessoais e portáteis, numa altura em que os consumidores favorecem a compra de “tables”, como o Ipad da Apple.

O plano de redução de efectivos da HP era já de alguma forma esperado pelos analistas, que calculam em 1,2 mil milhões de dólares a poupança com o corte de 18 mil postos de trabalho.

De acordo com a Bloomberg, parte dos postos de trabalho a eliminar pela HP pode ser feito através de reformas antecipadas dos empregados. Mark Hurd, que liderou a HP entre 2005 e 2010, eliminou perto de 50 mil postos de trabalho.

O Bloomberg acrescenta que o plano actual ainda não é oficial, não está fechado e pode ainda ser alterado.
Ver comentários
Saber mais Hewlett-Packard
Mais lidas
Outras Notícias