Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lexmark destaca duas empresas nacionais entre as 50 PME's Europeias com maior crescimento

A Lexmark, fabricante de impressoras, apresentou recentemente um estudo sobre as 50 PME's Europeias que mais cresceram nos últimos cinco anos, tendo destacado as empresas nacionais Chipideia e WhatEverNet Computing.

Ana Torres Pereira atp@negocios.pt 24 de Junho de 2003 às 12:20
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Lexmark, fabricante de impressoras, apresentou recentemente um estudo sobre as 50 PME"s Europeias que mais cresceram nos últimos cinco anos, tendo destacado as empresas nacionais Chipideia e WhatEverNet Computing.

O estudo da Lexmark teve por base o número de postos de trabalho que as pequenas e médias empresas (PME"s) criaram durante este período.

Entre estas 50 PME"s europeias que se destacaram pela sua performance, encontram-se duas empresas portuguesas, a Chipidea Microelectronics situada em Porto Salvo e a WhatEverNet Computing em Lisboa, divulgou a empresa em comunicado.

A Chipidea fornece sinais «Internet Provider» para aplicações «System-on-Chip» e está posicionada em 32º lugar na lista «Lexmark Fast 50» tendo crescido 862% entre 1997 e 2002, totalizando actualmente um número de 112 colaboradores, segundo a mesma fonte.

A WhatEverNet Computing, que desenvolve sistemas de «software», aplicações Java e segurança de redes para empresas, tendo-se posicionado, no 46º lugar.

O mesmo estudo concluiu que o sector das Tecnologias de Informação (TI"s) criou um total de 4.740 postos de trabalho durante o período em análise o que equivale a 50% do total de empregos criados, que integrantes da listagem em questão.

As empresas que lideraram a lista «Lexmark Fast 50» foram a Buw Unternehmensgroup, da Alemanha, a Hazell Carr, do Reino Unido e a Flex Group, da Holanda.

Nelson Bravo, director de «marketing» e Canal de distribuição da Lexmark Portugal, disse, citado em comunicado, que «esta lista de 50 empresas hoje apresentada, demonstra o nosso compromisso com o mercado português de PME"s».

O total de volume de negócios gerado pelas empresas cresceu de 274 milhões de euros em 1997, para 1,57 mil milhões de euros em 2002, apresentando um crescimento na ordem dos 474% e um crescimento médio anual na ordem dos 42%.

Outras Notícias