Tecnologias Lucros da Alphabet no terceiro trimestre ficam aquém das estimativas

Lucros da Alphabet no terceiro trimestre ficam aquém das estimativas

A gigante tecnológica Alphabet, que detém a Google e o Youtube, registou no seu terceiro trimestre fiscal receitas acima do esperado pelos analistas, ms o lucro ficou baixo das expectativas.
Lucros da Alphabet no terceiro trimestre ficam aquém das estimativas
reuters
Carla Pedro 28 de outubro de 2019 às 20:27

A Alphabet – que substituiu a Google em bolsa e que a detém a 100% – reportou esta segunda-feira à noite os resultados do seu terceiro trimestre fiscal, tendo o volume de negócios sido superior às projecções dos analistas.

 

Sem contabilizar os custos por aquisição de tráfego (TAC, na sigla em inglês), as receitas foram de 33,01 mil milhões de dólares – acima das estimativas médias de 32,72 mil milhões avançadas pelo consenso do mercado, e correspondendo a um aumento de 21% face ao mesmo período do ano passado.

 

As receitas contabilizando os pagamentos a parceiros – os custos de aquisição de tráfego – ascenderam a 40,49 mil milhões de dólares, mais 20% do que entre julho e setembro de 2018 (33,74 mil milhões).

 

No entanto, há um dado que está a desiludir o mercado. A empresa liderada por Larry Page anunciou um lucro de 9,17 mil milhões de dólares, mais 10% do que no período homólogo do ano passado – mas abaixo da projeção média dos analistas inquiridos pela Bloomberg das estimativas, que era de 9,45 mil milhões de dólares.

 

Já o lucro por ação foi de 10,12 dólares, contra 13,06 dólares um ano antes e contra uma expectativa superior por parte do mercado – que apontava para 12,35 dólares.

 

Após o anúncio das contas, os analistas castigaram a empresa em bolsa. Com efeito, na negociação fora do horário regular em Wall Street, os títulos da tecnológica seguem a ceder 2,40% para 1.258 dólares, isto depois de terem encerrado a sessão formal desta segunda-feira a somar 1,95% para 1.288,98 dólares.




Marketing Automation certified by E-GOI