Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lucros da Nokia caem 40% com valorização das rivais mas aumenta vendas

Empresa de telecomunicações finlandesa já perdeu dois terços do valor em bolsa desde a introdução do iPhone.

Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 22 de Julho de 2010 às 12:39
A concorrência do iPhone da Apple e de produtos baseados no Android da Google tem sido bastante penalizadora para a fabricante de telemóveis Nokia.

Os lucros da companhia passaram de 380 milhões, no ano passado, para os 227 milhões de euros, no segundo trimestre deste ano, uma descida nos lucros de 40%.

O resultado foi abaixo do esperado pelos economistas ouvidos pela Bloomberg, que avançavam que os ganhos da empresa finlandesa se iriam fixar nos 285 milhões de euros.

Numa declaração avançada hoje, a empresa afirma que as vendas cresceram 0,9% para os 10 mil milhões de euros, continuando a ser a maior fabricante de telemóveis do mundo.

Em três meses, a finlandesa cortou duas vezes as estimativas de resultados devido ao adiamento do “software” N8, o “smartphone” que está a desenvolver para o sector.

O seu lançamento poderá compensar a perda em dois terços que o valor das acções da Nokia tem sentido desde Junho de 2007, quando o iPhone da Apple foi introduzido no mercado.

O analista da Morgan Stanley, Patrick Standaert disse ontem que a produtora de telemóveis “precisa de grandes mudanças na sua estratégia para resolver os seus problemas, o que poderá levar entre seis a 12 meses para acontecer”.

É já conhecido o processo de substituição de Olli-Pekka Kallasvuo do cargo de presidente executivo da Nokia para acelerar as mudanças necessárias.

O facto de a empresa sedeada em Espoo, na Finlândia, ter aumentado as vendas levou, no entanto, a que ela esteja a valorizar 3,29% em bolsa, chegando aos 7,22 euros.
Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio