Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Microsoft Business Solutions Portugal estima abrandar crescimento em 2003

A filial nacional da Microsoft Business Solutions, que registou um aumento de 147% na facturação no ano fiscal de 2002, estima «não crescer tanto em 2003», mas «continuaremos a crescer fortemente», disse Paulo Leal.

Ana Torres Pereira atp@negocios.pt 30 de Outubro de 2002 às 15:27
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A filial nacional da Microsoft Business Solutions, que registou um aumento de 147% na facturação no ano fiscal de 2002, estima «não crescer tanto em 2003», mas «continuaremos a crescer fortemente», disse Paulo Leal, responsável pela divisão, em conferência de imprensa.

A Microsoft Business Solution, que é a nova área de negócio da empresa norte-americana de «software», surgiu da aquisição da aquisição da Navision, da Great Plans e da bCentral.

Esta nova divisão é independente da casa mãe, apesar de manter algumas sinergias em algumas áreas, como venda, «marketing» e logísticas, contudo a contabilidade irá permanecer separada.

Paulo Leal, responsável pela divisão em Portugal, disse aos jornalistas que no ano fiscal de 2002, que terminou em Junho, «o crescimento (a nível da facturação) foi de 147%».

«Em 2003 acreditamos que não conseguimos crescer tanto», afirmou o responsável, mas «iremos continuar a crescer fortemente».

O mesmo responsável disse ainda que «se crescermos três dígitos (mais de 100%) muito bem, mas pelo menos esperamos crescer dois dígitos».

Nos primeiros quatro meses do ano fiscal de 2003, Paulo Leal divulgou que a Microsoft Business Solusions tem vindo a crescer «acima dos 30% por mês», apesar de «Julho e Agosto terem sido atipicamente fracos».

Jodi Uecker-Rust, vice presidente da Microsoft Global Sales, Marketing and Services, de visita a Portugal, afirmou que «aquisição da Navision foi o primeiro passo para a criação desta divisão».

A Microsoft Business Solutions irá «possibilitar aos clientes e parceiros verificar as suas potencialidades», segundo a mesma responsável.

«A Microsoft Business Solutions poderá ser o motor para vários negócios adicionais da empresa», a nível global, revelou a mesma fonte.

A vice presidente de vendas da Microsoft disse ainda que «Portugal, através da Navision, tem uma linha de produtos destinado ao mid market». Em termos globais, as soluções desta unidade abrange desde as pequenas empresas, até às «corporate enterprise».

«Queremos ser líderes no fornecimento de soluções para as pequenas e médias empresas» reforçou Jodi Uecker-Rust.

No mercado nacional, esta divisão conta com 16 Navision Solution Centers, ou seja, parceiros que implementam e dão formação de soluções inseridas na Microsoft Business Solutions.

A Microsoft Business Solutions, que registou uma facturação de 500 milhões de dólares (508,4 milhões de euros) em 2002, estima registar um volume de negócio de 10 mil milhões de dólares (10,2 mil milhões de euros) em 2010.

Mais lidas
Outras Notícias