Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Microsoft espera criar 2 mil empregos até ao final do ano com programa Activar Portugal

A Microsoft celebrou um conjunto de parcerias para formar 10 mil pessoas, em tecnologias da marca norte-americana até 2017. O objectivo é criar 2.000 empregos até ao final do ano.

Negócios 28 de Maio de 2014 às 13:06
  • Assine já 1€/1 mês
  • 11
  • ...

O programa Activar Portugal-Programa de Formação e Valorização para o Emprego "tem como objectivo a criação de emprego qualificado, formação, certificação oficial e valorização de competências em tecnologias Microsoft".

 

Para desenvolver este projecto a Microsoft Portugal, liderada por João Couto (na foto) conta "com o apoio de mais de 150 empresas parceiras e disponibiliza já no arranque perto de 350 ofertas de emprego, nas quais se destacam a Accenture, a Agap2, Bee Engineering, GFI, Iten, KCS IT, Quidgest, Randstad e Unisys como os parceiros com maior número de oportunidades anunciadas", acrescenta a empresa em comunicado.

 

A Microsoft estima por isso em 2.000 o número de empregos que se possa criar até ao final do ano na área das tecnologias em Portugal no âmbito desta iniciativa.

 

A gigante norte-americana refere que "há cerca de 5.000 ofertas de emprego por preencher no sector das TI – e 2.000 vagas por preencher no caso da procura de profissionais especializados em tecnologias Microsoft – não existindo profissionais com a formação adequada para responder a estas necessidades dos empregadores".

 

Passando para um cenário europeu, estes números são bastante superiores, havendo mais de 900.000 empregos por preencher no sector das TI até 2015.

 

O Activar Portugal materializa-se num portal de conteúdos de aprendizagem, qualificação e certificação em tecnologia Microsoft, e dirige-se a quatro públicos distintos: pessoas com poucos conhecimentos de tecnologia; profissionais com alguns conhecimentos tecnológicos, que pretendem aprofundar essas capacidades com vista a uma progressão na carreira ou reingresso no mercado de trabalho; profissionais com bons conhecimentos, que se pretendem certificar em tecnologias Microsoft; pessoas que possuindo competências em outras áreas, actualmente sem empregabilidade, pretendem valorizar-se para iniciar carreiras na área das TI.

Ver comentários
Saber mais Activar Portugal-Programa de Formação Emprego Microsoft Portugal Accenture Bee Engineering Randstad Unisys Microsoft Portugal trabalho
Mais lidas
Outras Notícias