Tecnologias Portuguesa Unbabel angaria mais 60 milhões de dólares

Portuguesa Unbabel angaria mais 60 milhões de dólares

Num momento em que o crescimento da atividade da Unbabel praticamente quintuplica, a empresa quer apostar na expansão e no desenvolvimento da tecnologia de inteligência artificial.
Portuguesa Unbabel angaria mais 60 milhões de dólares
Direitos Reservados
Ana Batalha Oliveira 24 de setembro de 2019 às 11:00

A start-up portuguesa Unbabel captou 60 milhões de dólares (54,6 milhões de euros) junto de investidores internacionais, em mais uma ronda de investimento, quase triplicando os valores angariados numa operação semelhante no ano anterior.

A mais recente ronda de financiamento é de série C – tipicamente orientada para a expansão e lançada quando o negócio já atingiu alguma maturidade - e vai servir para a expansão mundial e para o alargamento das capacidades de inteligência artificial da empresa, lê-se no comunicado enviado às redações. Desta forma, o investimento total captado pela Unbabel já ascende aos 91 milhões de dólares.

O financiamento foi liderado pela Point72 Ventures com a participação da e.ventures, Greycroft, Indico Capital Partners e investidores atuais, que incluem Scale Venture Partners, Notion Capital, M12 (fundo de venture capital da Microsoft), Samsung NEXT, Caixa Capital, Faber Ventures, FundersClub e Structure Capital.

 

Nesta última operação de financiamento, a empresa amealhou quase o triplo do angariado em 2018, ano no qual arrecadou 23 milhões de dólares através de uma ronda série B.

 

O momento apresenta-se como positivo do ponto de vista do volume de negócios da empresa. "Estamos atualmente a traduzir mais de um milhão de mensagens de apoio ao cliente por mês. Este valor é cinco vezes superior ao volume que registámos em 2018, o que demonstra a procura mundial por um serviço ao cliente multilingue ágil", salienta co-fundador e CEO da Vasco Pedro.

A Unbabel utiliza inteligência artificial, combinada com uma comunidade global de tradutores, para prestar serviços de apoio ao cliente. Entre as empresas que recorrem à tecnologia da start-up portuguesa estão a Microsoft, Booking.com, Facebook e easyJet. De acordo com a empresa, os programas de comunicação e apoio ao cliente que oferece reduzem até 76% os custos operacionais e aumentam a satisfação do cliente  em comparação com a utilização de agentes de língua nativa.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI