Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Prejuízos da SonaeCom caem para 6,8 milhões no primeiro trimestre (act.)

Os prejuízos da SonaeCom no primeiro trimestre, segundo as normas de contabilidade IAS, evidenciaram um desagravamento de 58% para 6,8 milhões de euros. As receitas subiram 7%, com a Optimus a representar 73% da facturação.

Pedro Carvalho pc@mediafin.pt 30 de Abril de 2003 às 09:13
  • Partilhar artigo
  • ...
Os prejuízos da SonaeCom no primeiro trimestre, segundo as normas de contabilidade IAS, evidenciaram um desagravamento de 58% para 6,8 milhões de euros. As receitas subiram 7%, com a Optimus a representar 73% da facturação.

O resultado líquido consolidado, depois de interesses minoritários, havia sido de 16 milhões de euros negativos nos primeiro três meses de 2002.

No período em análise, o volume de negócios consolidado subiu para 196 milhões de euros, enquanto o EBITDA (lucros antes dos juros, impostos, depreciações e amortizações) aumentou 138% face ao trimestre homólogo de 2002, cifrando-se em 30 milhões de euros.

A Optimus, o principal activo do grupo, teve uma facturação de 143,5 milhões de euros, cabendo à Novis 19,1 milhões de euros, à área de Internet e «media» 22,9 milhões de euros e a S&SI (Sonae Software and Sytems Integration) 9,7 milhões de euros.

No que concerne à divida da empresa liderada por Paulo Azevedo, esta denotou uma quebra de 30% para 380 milhões de euros.

O «cash flow» liberto melhorou em 90% para um valor negativo de 4 milhões de euro, e segundo a empresa, a reflectir «o aumento da rendibilidade e a redução do "working capital" e do capex», ou investimentos em capital.

Em relação ao futuro, Paulo Azevedo diz que, «conseguir crescer as receitas da SonaeCom em 2003 será um desafio face ao contexto macroeconómico fragilizado e aos entraves regulatórios em muitas áreas do sector das telecomunicações em Portugal».

No período, a operadora de telecomunicações móveis, a Optimus, angariou 44 mil novos clientes, o que fez aumentar a sua base de clientes para 2 milhões e 164 mil clientes.

As acções da SonaeCom que hoje ainda não negociaram, fecharam ontem nos 1,75 euros.

Ver comentários
Outras Notícias