Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Prejuízos da Vivendi Universal caem 60% no primeiro trimestre do ano

A Vivendi Universal anunciou hoje que os prejuízos do primeiro trimestre recuaram 60%, devido ao desempenho da unidade de telefonia em França, que controla a Cegetel, e a uma redução de pessoal no Canal Plus.

Ricardo Domingos rdomingos1@gmail.com 17 de Junho de 2003 às 10:08
  • Partilhar artigo
  • ...
A Vivendi Universal anunciou hoje que os prejuízos do primeiro trimestre recuaram 60%, devido ao desempenho da unidade de telefonia em França, que controla a Cegetel, e a uma redução de pessoal no Canal Plus.

Os prejuízos caíram dos 813 milhões de euros para os 319 milhões de euros. A empresa francesa prevê vender a unidade norte-americana da Vivendi, que inclui os estúdios Universal, para reduzir o endividamento e os respectivos encargos financeiros.

O presidente executivo Jean-Réné Fourtou já vendeu cerca de 9 mil milhões de euros em activos desde que assumiu o cargo há um ano atrás, ao substituir Jean-Marie Messier, o administrador responsável pelo crescente endividamento da empresa, através de aquisições como forma de expansão.

Os resultados operacionais da Vivendi Universal Environment cresceram 76% para os 213 milhões de euros, impulsionados pela aquisição dos activos de TV por cabo da USA Interactive.

Os resultados operacionais da Cegetel, dona da segunda maior operadora móvel francesa, aumentaram 30% para os 465 milhões de euros.

A dívida líquida atingia os 14 mil milhões de euros no final do trimestre.

As acções da Vivendi seguiam nos 17,46 euros, a subir 1,1%.

Ver comentários
Outras Notícias