Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Protagonistas do «Flash Back» pessimistas com desenvolvimento da Sociedade de Informação

Os três protagonistas do programa de rádio «Flash Back» foram convidados a participar num painel no XIII Congresso das Comunicações. José Magalhães, Lobo Xavier e Pacheco Pereira falaram sobre o relançamento económico e a sociedade de informação.

Bárbara Leite 19 de Novembro de 2003 às 08:43
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os três protagonistas do programa de rádio «Flash Back» foram convidados a participar num painel no XIII Congresso das Comunicações. José Magalhães, deputado do Partido Socialista (PS), Lobo Xavier do Partido Popular e administrador da Sonaecom e Pacheco Pereira, eurodeputado, em vídeo-conferência de Estrasburgo, falaram sobre o relançamento económico e a sociedade de informação.

O eurodeputado foi o mais pessimista. Questionou a capacidade da Europa em matéria de sociedade de informação em alcançar os Estados Unidos em 2010. Cenário que José Magalhães denominou de «tanga digital».

Lobo Xavier acusou, por seu lado, a «falta de Estado para assegurar a concorrência no sector das telecomunicações» e Pacheco entende que são «as medidas proteccionistas típicas» que estão a atrasar a competitividade do sector.

José Magalhães alertou para a necessidade de mais investimentos no desenvolvimento da sociedade de informação, acusando o actual Governo de fomentar cortes nesta matéria no Orçamento de Estado para 2004.

A dedução à colecta da compra de computadores será menor no próximo ano, exemplificou.

Por outro lado, segundo a mesma fonte «tínhamos achado que o UMTS era uma fonte financiamento da sociedade de informação», avançou o deputado socialista em jeito de critica à indefinição da questão. Lembrou que, nos países do Leste, que vai integrar a União Europeia, as empresas apostam no digital e decorrem iniciativas mobilizadoras de novas tecnologias. Posicionamento que reclama para o nosso país.

Este deputado sugeriu fosse lançado um único cartão de identidade digital, documento que traria poupanças avultadas ao Estado.

Numa das intervenções, Lobo Xavier assumiu que a mesma entidade governamental deve tratar dos temas digitais e das telecomunicações, estando optimista quanto à digitalização da administração pública.

Ver comentários
Outras Notícias