Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PT aumenta posição na Telesp Celular com aumento de capital (act)

A Portugal Telecom anunciou hoje que vai reforçar a posição no capital da sua participada brasileira Telesp Celular Participações, ao subscrever acções sobrantes do aumento de capital de 2,5 mil milhões de reais que a empresa está a realizar .

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 19 de Agosto de 2002 às 17:11
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Portugal Telecom anunciou hoje que vai reforçar a posição no capital da sua participada brasileira Telesp Celular Participações, ao subscrever acções sobrantes do aumento de capital de 2,5 mil milhões de reais que a empresa está a realizar .

A Telesp Celular Participações [TCP] está a realizar um aumento de capital de 2,5 mil milhões de reais (831 milhões de euros), tendo hoje anunciado que, terminado o período inicial de subscrição, apenas 51% da oferta foi subscrita.

A TCP vendeu assim 365,4 mil milhões de acções, a 3,5 reais por cada lote de mil, obtendo um encaixe de 1,28 mil milhões de reais (424 milhões de euros).

Num comunicado a Portugal Telecom [PTC] diz que «uma vez que se constatou haverem acções não subscritas após o período inicial de subscrição a PT decidiu apoiar a TCP a atingir uma estrutura de capital mais equilibrada e aumentar a sua participação na empresa, para além dos actuais 41,2%, através da subscrição da sua quota parte nas acções ordinárias e preferenciais a que terá direito nos rateios excedentários».

A empresa de Horta e Costa não identifica qual a nova posição accionista da companhia de telecomunicações móveis brasileiras depois da operação.

A PT já subscreveu 212.014.334.394 acções ordinárias e 82.155.951.704 acções preferenciais da TCP durante o período inicial de exercício de direitos de subscrição de acções e vai acorrer ao rateio para a subscrição de mais acções a que tem direito.

PT mantém objectivo de reduzir dívida para 4,5 mil milhões

Apesar de ir reforçar a sua posição da TCP, a PT mantém o objectivo de atingir uma dívida líquida no final deste ano de «aproximadamente 4,5 mil milhões de euros, correspondendo a uma redução de aproximadamente 900 milhões de euros».

O principal objectivo do aumento de capital da TCP é pagar uma dívida da sua principal accionista, no valor de 710 milhões de euros.

A TCP admitiu recentemente a possibilidade de emitir mais dívida se o aumento de capital não cumprisse os objectivos.

A Telesp Celular seguia inalterada nos 3,64 reais (1,21 euros) e a PT fechou sem variações nos 6 euros.

Outras Notícias